icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
03/07/2013
10:37

Uma das maiores vantagens da intertemporada para Marcelo Oliveira foi a possibilidade de trabalhar melhor a equipe e escolher os prováveis substitutos para Borges e Dagoberto na equipe principal do Cruzeiro. Como os dois jogadores ainda continuam no estaleiro, duas novas vagas foram abertas no time titular. Apesar da primeira, de centro avante, ainda ter uma concorrência entre Anselmo Ramon e Vinícius Araújo, a segunda, como ponta esquerda, está praticamente certa nas mãos (ou pés) de Luan.

O atacante que já teve a oportunidade de atuar pelo lado esquerdo do ataque celeste mostrou estar por dentro das funções ofensivas e também dos compromissos na marcação do adversário.

- Gosto de ajudar no ataque e na defesa. Participo bastante dos jogos, isso é importante para ajudar os laterais. Gosto de fazer essa função, a tendência é só melhorar - comentou o jogador.

MAIS:
> Marcelo Oliveira diz que mudará apenas o necessário
> Mês de julho será de agenda cheia para a Raposa

Acostumado a cobrar de si um desempenho cada vez mais satisfatório, Luan não deixa o discurso de lado e reafirma que se o bom futebol não continuar, qualquer um poderá perder o posto entre os onze.

-Tenho certeza que ninguém tem cadeira cativa. Se entrar em campo, não correr, o Marcelo vai ficar descontente. Então, procurarei entrar dentro de campo, marcar e sair com força para o ataque - conclui o jogador.

A próxima oportunidade oficial em que o atacante poderá mostrar seu futebol será neste sábado, contra a Portuguesa. Às 21h, o time celeste vai ao Canindé, buscando manter-se na parte alta da tabela do Brasileirão.

Uma das maiores vantagens da intertemporada para Marcelo Oliveira foi a possibilidade de trabalhar melhor a equipe e escolher os prováveis substitutos para Borges e Dagoberto na equipe principal do Cruzeiro. Como os dois jogadores ainda continuam no estaleiro, duas novas vagas foram abertas no time titular. Apesar da primeira, de centro avante, ainda ter uma concorrência entre Anselmo Ramon e Vinícius Araújo, a segunda, como ponta esquerda, está praticamente certa nas mãos (ou pés) de Luan.

O atacante que já teve a oportunidade de atuar pelo lado esquerdo do ataque celeste mostrou estar por dentro das funções ofensivas e também dos compromissos na marcação do adversário.

- Gosto de ajudar no ataque e na defesa. Participo bastante dos jogos, isso é importante para ajudar os laterais. Gosto de fazer essa função, a tendência é só melhorar - comentou o jogador.

MAIS:
> Marcelo Oliveira diz que mudará apenas o necessário
> Mês de julho será de agenda cheia para a Raposa

Acostumado a cobrar de si um desempenho cada vez mais satisfatório, Luan não deixa o discurso de lado e reafirma que se o bom futebol não continuar, qualquer um poderá perder o posto entre os onze.

-Tenho certeza que ninguém tem cadeira cativa. Se entrar em campo, não correr, o Marcelo vai ficar descontente. Então, procurarei entrar dentro de campo, marcar e sair com força para o ataque - conclui o jogador.

A próxima oportunidade oficial em que o atacante poderá mostrar seu futebol será neste sábado, contra a Portuguesa. Às 21h, o time celeste vai ao Canindé, buscando manter-se na parte alta da tabela do Brasileirão.