icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/07/2014
12:37

Com 29 jogos pelo Palmeiras, Felipe Menezes teve como maior sequência entre os titulares as últimas quatro partidas da Série B. Vindo de uma boa atuação contra o Cruzeiro, quando entrou após a lesão de Eguren, o meia começará jogando o confronto desta quarta-feira, contra o Avaí, pela Copa do Brasil. É a sua chance de chegar ao 'ápice' e convencer Ricardo Gareca de que é o substituto de Valdivia.

- (Esta sequência) Não é o suficiente para atingir o ápice, mas para mostrar o valor é suficiente. Tenho tentado aproveitar as chances que aparecem, e agora é fazer isto com o novo treinador, com nova filosofia, para tentar agradar e ficar no time - analisou.

Desde os primeiros trabalhos com o treinador argentino, o camisa 18 vinha trabalhando entre os titulares, mas sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo que o fez virar desfalque contra o Santos, e começar no banco na derrota por 2 a 1 para a Raposa.

À frente de Bruno César na disputa pela titularidade, Felipe Menezes pode ter em breve a concorrência de outro armador, pois El Flaco pediu à diretoria a contratação de Maxi Moralez, meia da Atalanta (ITA) e com quem trabalhou no Vélez Sarsfield (ARG). Ao falar sobre sua vontade de jogar, o ex-jogador do Benfica (POR) colocou a vitória diante do jejum de cinco partidas como o mais importante para ele.

- Acima de qualquer sequência para o jogador fica a vitória, pela grandeza do Palmeiras. São cinco jogos sem vencer, mesmo sem estar tão pressionado, não é o campeonato que o Palmeiras quer fazer. Na Copa do Brasil, temos de fazer um bom resultado, para em casa decidir - analisou, citando a partida da Ressacada.