icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/04/2014
17:20

Depois de reforçar o ataque com a contratação de Alan Kardec e ainda à espera da volta do zagueiro Breno, que segue preso em regime semiaberto na Alemanha, os mandatários são-paulinos estão preocupados em fortalecer o setor defensivo do time.

Segundo o vice-presidente de futebol do clube, Ataíde Gil Guerreiro, o Tricolor não vai medir esforços para terminar o Brasileirão-2014 na primeira colocação. E a prioridade, agora, é mesmo a zaga.

- Temos de reforçar um pouco mais a defesa. O ataque já está até exageradamente composto, não só pelo Luis Fabiano, como com a chegada do Alan Kardec. Mesmo porque a gente confia muito em alguns nomes que já estão por lá. Agora, nós estamos um pouco preocupados e temos que dar uma mexida na defesa - afirmou o cartola.

- Pode ter certeza. Estamos dispostos a fazer tudo possível para ganhar o Campeonato Brasileiro. Vamos formar um time para lutar na ponta - completou, Gil Guerreiro.

O primeiro reforço, contanto, ainda está na Alemanha: é o zagueiro Breno. Com contrato até outubro de 2015, o jogador segue esperando a liberação da justiça local para retornar ao Brasil.

Revelado nas categorias de base do Tricolor e campeão brasileiro em 2007, Breno foi vendido para o Bayern de Munique por mais de R$ 30 milhões. Na Alemanhã foi preso acusado de colocar fogo na própria casa.

Em agosto passado, o zagueiro foi "promovido" ao regime semiaberto. Por isso, passa o período da manhã treinando com a equipe B do Bayern, retornando ao centro de detenção somente para dormir.

A diretoria são-paulina está confiante na sua volta até o meio do ano. E apesar de saber que o jogador precisará de um período de recuperação, acredita que será um bom reforço para o time de Muricy Ramalho.