icons.title signature.placeholder Bruno Andrade
06/06/2014
15:10

Carlos Miguel Aidar, presidente do São Paulo, não se sente frustrado com a ausência do Morumbi na Copa do Mundo de 2014. Ainda assim, o dirigente não deixou de cutucar o arquirrival Corinthians, responsável pelo estádio que receberá a abertura do Mundial, com o duelo entre Brasil e Croácia, às 17h, dia 12 de junho.

- A Copa do Mundo poderia ser aqui, né? Um terço do que foi gasto no Itaquerão (Arena Corinthians) poderia ter sido investido para modernizar o Morumbi - declarou Aidar, momentos antes de a bola rolar para o amistoso entre Brasil e Sérvia, nesta sexta-feira, no Morumbi.

- Não bate frustação (abertura da Copa não ser no Morumbi), vamos curtir a Copa. Parabéns ao Corinthians, é isso - complementou.

Em tom de brincadeira, Aidar ainda falou sobre a redução na capacidade de público na Arena Corinthians para a estreia do Mundial: de 66.200 para 61.606 mil lugares.

- Vai ter mais gente aqui no Morumbi hoje (sexta-feira) do que na estreia da Copa - finalizou o dirigente, lembrando que o São Paulo colocou à venda 62 mil ingressos para o amistoso do Brasil contra a Sérvia.

O custo final da construção da Arena Corinthians foi avaliado recentemente em R$ 1,150 bilhão (com juros contabilizados) pelo ex-presidente corintiano Andrés Sanchez.