icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/04/2014
16:24

O relacionamento dos clubes com suas torcidas organizadas sempre gera polêmica e discussões. Em meio aos debates, o novo mandatário do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, prometeu romper qualquer vínculo do Tricolor com as facções que seguem o clube.

- Eu não vou fazer qualquer relação pessoalmente. Tenho de cuidar da marca política do clube e não do relacionamento. Sei que havia um diretor que fazia isso e ele se afastou - afirmou Aidar, em entrevista ao programa Arena SporTV.

Se o presidente não escondeu a relação existente na gestão de seu antecessor, ele foi enfático quando perguntado se continuaria existindo benefícios em seu mandato.

- Eu suspendi. Não dou ingresso e nem pago viagem. Nessa gestão, não vamos dar ingressos para organizada - pontuou o novo presidente do São Paulo.

Com a decisão, Aidar segue o mesmo rumo do Palmeiras, rival do Tricolor em São Paulo e que havia tomado a mesma atitude. O gesto gerou fortes retaliações ao presidente do Verdão, Paulo Nobre, que é fortemente criticado pela Mancha Alviverde, principal facção do clube. Em Minas Gerais, o Cruzeiro é outro clube que cortou qualquer relação com as organizadas.