icons.title signature.placeholder Bruno Grossi
10/06/2014
08:00

O sonho que era distante pode ficar bem próximo com apenas um telefonema. Segundo o presidente Carlos Miguel Aidar, o São Paulo aguarda apenas um sinal positivo de Kaká para iniciar negociações e elaborar um plano para repatriar o jogador.

– Digo isso em caráter oficial: o Kaká só não volta para o São Paulo se não quiser. Mas, ao mesmo tempo, só iniciaremos qualquer conversa a partir do momento em que ele demonstrar interesse nesse retorno – disse Aidar ao LANCE!Net.

O mandatário tricolor, entretanto, nega qualquer possibilidade de já ter feito consultas aos empresários que administram a carreira de Kaká. Tal informação foi revelada pelo L!Net na última semana. Na ocasião, a reportagem mostrou que os são-paulinos se assustaram com o salário recebido pelo meia no Milan (ITA), mas que não descartavam a contratação. No domingo passado, foi a vez da imprensa italiana reportar a consulta.

– Não, eu nunca fiz nenhuma consulta aos empresários do Kaká. Nunca conversei com eles. Eu nem sei quem são os empresários – rechaçou Aidar veementemente.

Depois de transferir a responsabilidade da volta a Kaká, Aidar não deixou de elogiar o jogador. O meia, que já foi exaltado por ter “todos os dentes na boca” e ser a “cara do São Paulo” recebeu nova definição.

– Ele tem o DNA tricolor – disse.