icons.title signature.placeholder Guilherme Borini
12/12/2013
11:13

A derrota para o Lanus (ARG), na final da Copa Sul-Americana, foi muito dolorida para a Ponte Preta. O clube e a torcida tinham a esperança de finalmente conseguir o primeiro título de expressão da história e soltar o grito de "campeão". Apesar do vice-campeonato, a Macaca pelo menos pode se orgulhar de uma coisa: o reconhecimento conquistado na Argentina.

Hoje, os portenhos conhecem a Ponte e a sua torcida. As duas "invasões" de pontepretanos ao país, na vitória sobre o Vélez, e na final, deixaram o nome do clube marcado, logo na sua primeira competição internacional. No total, foram mais de quatro mil torcedores da Ponte nos dois jogos na Argentina - cerca de três mil na final e pelo menos mil nas quartas.

Um exemplo desse reconhecimento do clube de Campinas é Axel Bernechea. Torcedor do Lanús, o jovem de 22 anos já tem seu time preferido do Brasil: a Macaca. Ele ficou admirado com a presença dos pontepretanos e levou seu presente para casa: ao final do jogo, trocou uma camisa do Lanús com uma da Ponte de um brasileiro.

- Não conhecia a Ponte Preta. Mas gostei muito do time, da camisa e da torcida. No mês que vem, vou viajar para o Rio de Janeiro e vou usar essa camisa - declarou Axel, ao LANCE!Net.

Não satisfeito apenas com a camisa, Axel conseguiu acesso à saída dos vestiários para pedir autógrafo dos jogadores da Macaca, que caminhavam para o ônibus. A timidez e o idioma atrapalharam um pouco, mas ele conseguiu as assinaturas de Elias e Roberto.

O espírito competitivo da equipe pontepretana também foi reconhecida pela torcida local. Mesmo com a derrota e os gritos de olé, os jogadores não perderam a cabeça e, quando foram chamados para subir ao pódio para receber as medalhas, foram aplaudidos pelos presentes no estádio.

Após o vice-campeonato da Sul-Americana e o rebaixamento para a Série B do Brasileiro, a Ponte Preta encerra o ano frustrada e começa a pensar na temporada 2014. Nos próximos dias, a diretoria deve anunciar a permanência ou não do técnico Jorginho, bem como o futuro dos principais atletas, que já começaram a receber sondagens de outros clubes.