icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
01/07/2013
18:00

Exemplo de Gilson Kleina para os mais novos, o lateral-direito Luis Felipe mostrou concordar com a ideia do comandante de emprestar jogadores com menos chances no elenco que disputa a Série B. Depois de rodar por equipes de menor expressão nos últimos três anos, o camisa 42 disse que conversou com alguns jovens sobre a possibilidade de uma mudança de time.

- É sempre bom você estar sendo emprestado. Nós que somos mais novos estamos conversando. Às vezes saem nomes que vão ser emprestados, eles perguntam como é eu eu digo que é bom ter uma experiência assim. Jogam com outros tipos de pessoa. É muito bom ser emprestado. Fui quatro vezes e peguei experiência com isto - lembrou.

Depois de estrear em 2010 pelo Verdão, ainda com Luiz Felipe Scolari, o lateral foi emprestado para Bragantino, Mogi Mirim, Boa Esporte e Penapolense, clube pelo qual disputou o Paulistão. Com contrato até o final do ano que vem com o Palmeiras, Luis Felipe mostrou ter ficado tão satisfeito com as oportunidades, que voltou após o Estadual querendo novo empréstimo. A intenção da comissão técnica de utilizá-lo, porém, fez com que o jogador mudasse de ideia.

- Quando eu voltei de empréstimo, queria ser emprestado de novo, mas falaram que queriam ficar comigo, me aproveitar, acho que se eles decidiram isto é porque vou ter oportunidades como nos jogos-treino. O Ayrton ficou doente e ele (Kleina) está dando oportunidade. Vou continuar meu trabalho - acrescentou. Luis atuou nos três jogos-treino feitos pelo Palmeiras durante esta pausa para a Copa das Confederações, normalmente com o time reserva. O jovem foi titular apenas contra a Portuguesa, por conta da gripe do camisa 2.

Exemplo de Gilson Kleina para os mais novos, o lateral-direito Luis Felipe mostrou concordar com a ideia do comandante de emprestar jogadores com menos chances no elenco que disputa a Série B. Depois de rodar por equipes de menor expressão nos últimos três anos, o camisa 42 disse que conversou com alguns jovens sobre a possibilidade de uma mudança de time.

- É sempre bom você estar sendo emprestado. Nós que somos mais novos estamos conversando. Às vezes saem nomes que vão ser emprestados, eles perguntam como é eu eu digo que é bom ter uma experiência assim. Jogam com outros tipos de pessoa. É muito bom ser emprestado. Fui quatro vezes e peguei experiência com isto - lembrou.

Depois de estrear em 2010 pelo Verdão, ainda com Luiz Felipe Scolari, o lateral foi emprestado para Bragantino, Mogi Mirim, Boa Esporte e Penapolense, clube pelo qual disputou o Paulistão. Com contrato até o final do ano que vem com o Palmeiras, Luis Felipe mostrou ter ficado tão satisfeito com as oportunidades, que voltou após o Estadual querendo novo empréstimo. A intenção da comissão técnica de utilizá-lo, porém, fez com que o jogador mudasse de ideia.

- Quando eu voltei de empréstimo, queria ser emprestado de novo, mas falaram que queriam ficar comigo, me aproveitar, acho que se eles decidiram isto é porque vou ter oportunidades como nos jogos-treino. O Ayrton ficou doente e ele (Kleina) está dando oportunidade. Vou continuar meu trabalho - acrescentou. Luis atuou nos três jogos-treino feitos pelo Palmeiras durante esta pausa para a Copa das Confederações, normalmente com o time reserva. O jovem foi titular apenas contra a Portuguesa, por conta da gripe do camisa 2.