icons.title signature.placeholder Eduardo Mendes, Maurício Oliveira e Thiago Salata*
27/06/2014
07:10

Julio Cesar vai encarar neste sábado, a partir das 13h, contra o Chile, o seu teste mais intenso desde o trauma que carrega (e nunca escondeu) há quatro anos, na África do Sul: é o primeiro jogo eliminatório em Copa do Mundo da Seleção, e do goleiro, após a eliminação para a Holanda, com falha do camisa 12 nas quartas de final (derrota por 2 a 1, com dois gols de Sneijder).

Julio passou bem pela primeira fase, com apenas dois gols sofridos, sem erros, e já subiu um degrau na história dos goleiros do Brasil.

Na vitória por 4 a 1 sobre Camarões, na segunda-feira, Julio Cesar chegou a oito jogos no torneio e superou o pentacampeão Marcos (sete), que era o quarto na lista. O titular, agora, só jogou menos em Copas do que Emerson Leão (14), Gilmar (14) e Taffarel que, com 18 jogos, não será superado tão cedo.

Dois deles foram campeões do mundo jogando – Gilmar levou as Copas de 1958 e 62, enquanto que Taffarel é um dos heróis de 1994. Leão foi reserva no título de 1970 e entrou em campo em 74 e 78.

– A pressão para mim é normal. Para um jogador de Seleção que está jogando uma Copa no Brasil, é preciso preparar-se psicologicamente. É minha terceira Copa, já tive chance de vivenciar Copa das Confederações, Copa América. Ainda dá frio na barriga, mas administramos bem – disse Julio Cesar.



Se não tiver nenhum problema, o camisa 12 pode encostar em Leão e Gilmar caso o Brasil chegue à semifinal, que seria seu jogo número 11 em Copas. A final, ou a disputa de terceiro lugar, seria a 12 partida. Nos sonhos de Julio, desde a queda para a Holanda, em 2 de julho de 2010, está o dia 13 de julho de 2014, na final, no Maracanã. Dos “top 5”, só Julio não foi campeão do mundo. Ele conta com a torcida.

– É uma coisa incrível que estamos vivendo, é muito forte o apoio da torcida, só quem está aqui dentro é que sente – afirmou o atleta.

De acordo com as estatísticas da Fifa nos três primeiros jogos do Brasil, Julio Cesar fez cinco defesas na Copa do Mundo. O jogo em que mais trabalhou foi justamente o mais tenso, na abertura do torneio, em São Paulo, contra a Croácia.

Erros na primeira fase ainda poderiam ser recuperados. A partir de amanhã, no Mineirão, Luiz Felipe Scolari já deixou claro a seus jogadores: a meta é o “erro zero”.

BATE-BOLA: EMERSON LEÃO, 14 JOGOS EM COPAS

O Julio Cesar seria seu goleiro?


Em 2010, ele falhou no mata-mata. Acha que isso pode pesar?


Está gostando do time?


Quem foi o melhor goleiro da história da Seleção?


GOLEIROS DO BRASIL NAS COPAS

TOP 5
Taffarel: 18 jogos
Gilmar: 14 jogos
Emerson Leão: 14 jogos
Julio Cesar: 8 jogos
Marcos: 7 jogos

TODOS OS GOLEIROS

2010 - Julio Cesar: 5 jogos
2006 - Dida: 5 jogos
2002 - Marcos: 7 jogos
1998 - Taffarel: 7 jogos
1994 - Taffarel: 7 jogos
1990 - Taffarel: 4 jogos
1986 - Carlos: 5 jogos
1982 - Valdir Perez: 5 jogos
1978 - Emerson Leão: 7 jogos
1974 - Emerson Leão: 7 jogos
1970 - Félix: 6 jogos
1966 - Gilmar: 2 jogos / Manga: 1 jogo
1962 - Gilmar: 6 jogos
1958 - Gilmar: 6 jogos
1954 - Castilho: 3 jogos
1950 - Barbosa: 6 jogos
1938 - Batatais: 1 jogo / Walter: 2 jogos
1934 - Pedrosa:1 jogo
1930 - Joel: 1 jogo / Velloso: 1 jogo

*Colaboraram Fellipe Lucena e Thiago Ferri