icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
05/07/2013
19:29

Afastado do Peixe há um mês por problemas de indisciplina, o lateral-esquerdo Guilherme Santos deve acertar com a Portuguesa. O presidente da Lusa, Manuel da Lupa, confirmou a negociação e disse que o jogador deve ser apresentado nesta segunda-feira.

- O Guilherme (Santos) ainda não acertou, mas está quase. Nós já conversamos com o procurador dele e está mais ou menos acertado. Ele vem com contrato até o final do ano e já deve ser apresentado na segunda-feira - afirmou Manuel da Lupa, em entrevista ao site da Federação Paulista de Futebol.

Guilherme Santos foi contratado por empréstimo do Atlético-MG no início deste ano para revezar na esquerda com o veterano Léo, mas decepcionou logo no início. Ele foi titular nas primeiras sete partidas da temporada e sofreu com vaias e perseguição da torcida por conta de atuações abaixo da média.

O lateral de 24 anos chegou mais de uma vez ao treino sem condições físicas de praticar as atividades. Nos primeiros casos, recebeu apoio de líderes do grupo, que ajudaram a maquiar a situação. Não adiantou e o assunto foi relatado à cúpula como um problema extracampo. Mais um na carreira do jovem lateral, que prometia desfecho diferente no Santos.

Afastado do Peixe há um mês por problemas de indisciplina, o lateral-esquerdo Guilherme Santos deve acertar com a Portuguesa. O presidente da Lusa, Manuel da Lupa, confirmou a negociação e disse que o jogador deve ser apresentado nesta segunda-feira.

- O Guilherme (Santos) ainda não acertou, mas está quase. Nós já conversamos com o procurador dele e está mais ou menos acertado. Ele vem com contrato até o final do ano e já deve ser apresentado na segunda-feira - afirmou Manuel da Lupa, em entrevista ao site da Federação Paulista de Futebol.

Guilherme Santos foi contratado por empréstimo do Atlético-MG no início deste ano para revezar na esquerda com o veterano Léo, mas decepcionou logo no início. Ele foi titular nas primeiras sete partidas da temporada e sofreu com vaias e perseguição da torcida por conta de atuações abaixo da média.

O lateral de 24 anos chegou mais de uma vez ao treino sem condições físicas de praticar as atividades. Nos primeiros casos, recebeu apoio de líderes do grupo, que ajudaram a maquiar a situação. Não adiantou e o assunto foi relatado à cúpula como um problema extracampo. Mais um na carreira do jovem lateral, que prometia desfecho diferente no Santos.