icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
23/11/2013
23:21

A torcida pode não ter comparecido ao Maracanã em número tão grande como na partida contra o Santos (38.654 contra 56.756), mas incentivou o time do Vasco do início ao fim da partida contra o Cruzeiro durante a vitória por 2 a 1, neste sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Após o jogo, o técnico Adilson Batista parabenizou quem foi ao estádio pelo apoio, lembrando também da dedicação dos jogadores no confronto.

- Quero agradecer, parabenizar e enaltecer a torcida pelo trabalho junto com os jogadores. Pela partida que fizemos, com muita dedicação, entrega e empenho, mas com as dificuldades que já sabíamos. Fizemos um bom primeiro tempo e tivemos, no segundo tempo, três ou quatro situações claras para fazer 3 a 0 e ter tranquilidade - disse.

O treinador, inclusive, deu menos importância aos gritos de "burro" que recebeu após substituir o lateral-direito Fagner pelo zagueiro Renato Silva, na metade da segunda etapa, e lembrou da importância da entrada do atacante Robinho.

- Sofremos o gol, novamente, em uma bola alçada na área. Mas, em relação às críticas, para nós, que estamos no futebol, sabemos. Eu não vou fazer vontade, desejo. Vou fazer sempre o melhor para o coletivo. Naquele momento (da entrada do Robinho), era importante ter um jogo de velocidade. O Robinho tem treinado bem e puxou contra-ataques, segurou bola no canto por dois, três minutos. Vou fazer o que for melhor para o grupo sempre - afirmou.