icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
04/07/2013
00:31

Apesar da derrota para o Botafogo por 1 a 0, nesta quarta-feira, em Volta Redonda, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, o técnico Adilson Batista fez questão de elogiar o Figueirense.

O treinador reconheceu a força do time carioca, mas lembrou o bom segundo tempo do Figueira para afirmar que o empate teria sido o resultado justo no Raulino de Oliveira.

- Sabíamos do potencial do Botafogo, um time que vem trabalhando com Oswaldo há dois anos e só perdeu duas vezes em 2013, mas nós nos preparamos para a partida. Não estamos felizes com o resultado. Viemos para cá em busca da vitória, em busca de gols. Infelizmente tomamos um gol numa bobeada nossa, numa jogada aérea. No segundo tempo fomos para frente, tocamos a bola e conseguimos criar chances, que não viraram gols por detalhes. Podíamos ter saído com o empate - disse o treinador.

Mesmo estando satisfeito com a postura ofensiva do segundo tempo, Adilson Batista desconversou sobre a formação que utilizará no jogo da volta, dia 24 de julho, no Orlando Scarpelli:

- Fomos bem no jogo é a virada é possível. Mas ainda falta muito tempo até lá. Nosso foco agora retorna para a Série B, pela qual temos um jogo importante contra o Boa, no sábado. As duas competições nos interessam, depois volto a pensar no Botafogo.

Botafogo vence Figueirense pela Copa do Brasil


Apesar da derrota para o Botafogo por 1 a 0, nesta quarta-feira, em Volta Redonda, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, o técnico Adilson Batista fez questão de elogiar o Figueirense.

O treinador reconheceu a força do time carioca, mas lembrou o bom segundo tempo do Figueira para afirmar que o empate teria sido o resultado justo no Raulino de Oliveira.

- Sabíamos do potencial do Botafogo, um time que vem trabalhando com Oswaldo há dois anos e só perdeu duas vezes em 2013, mas nós nos preparamos para a partida. Não estamos felizes com o resultado. Viemos para cá em busca da vitória, em busca de gols. Infelizmente tomamos um gol numa bobeada nossa, numa jogada aérea. No segundo tempo fomos para frente, tocamos a bola e conseguimos criar chances, que não viraram gols por detalhes. Podíamos ter saído com o empate - disse o treinador.

Mesmo estando satisfeito com a postura ofensiva do segundo tempo, Adilson Batista desconversou sobre a formação que utilizará no jogo da volta, dia 24 de julho, no Orlando Scarpelli:

- Fomos bem no jogo é a virada é possível. Mas ainda falta muito tempo até lá. Nosso foco agora retorna para a Série B, pela qual temos um jogo importante contra o Boa, no sábado. As duas competições nos interessam, depois volto a pensar no Botafogo.

Botafogo vence Figueirense pela Copa do Brasil