icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/03/2014
06:39

O técnico Adilson Batista, ao que tudo indica, finalmente encontrou a formação ideal para o time do Vasco. No ataque, pelo menos, o comandante parece ter aprovado a linha de frente com três homens: Everton Costa, Edmilson e Reginaldo. A única dúvida segue na posição de segundo volante. Pedro Ken, Aranda e Fellipe Bastos são as opções do treinador para jogar ao lado de Guiñazú.

Pedro Ken, que vem sendo titular nos últimos jogos, não agradou muito no empate em 1 a 1 contra o Fluminense, na última quinta-feira. Concorrente direto pela posição, Fellipe Bastos entrou ao decorrer da partida e foi muito bem.

A presença do camisa 6 em campo contribuiu muito para o aumento do ímpeto ofensivo da equipe. O jogador, inclusive, participou da troca de passes que originou o gol de empate vascaíno. Mesmo sob vaias da torcida, Adilson Batista explicou o motivo de ter optado pela entrada de Fellipe Bastos, que é sempre contestado pelos cruz-maltinos.

– A vaia foi para mim, não para o Fellipe, mas estamos acostumados. André Rocha sentiu dor no joelho e tive de improvisar o Pedro Ken na lateral. Recentemente, prefiro o Fellipe ao Aranda. O Fellipe sobe mais ao ataque. Além de ter um ótimo chute – explicou o treinador.

Dúvidas no meio

Certo mesmo é que o Vasco precisa da vitória no próximo duelo contra o Fluminense para conseguir avançar para a final do Campeonato Carioca, até porque o Tricolor tem a vantagem do empate. Sendo assim, é muito provável que o treinador dê prioridade para um segundo volante com características mais ofensivas. Pedro Ken e Fellipe Bastos se enquadram neste perfil.

No entanto, se optar pela entrada do paraguaio Aranda, Adilson poderá dar prioridade à marcação, mas perderá a chegada do elemento surpresa na frente. Respostas? Só neste domingo, às 16h, quando Vasco e Fluminense duelam novamente no Macaranã.