icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
15/11/2013
21:36

Depois deis quase seis meses sem jogar, o meia Bernardo voltou a atuar na partida contra o Santos, no último domingo, quando entrou no meio do segundo tempo. Contra o Grêmio, na última quarta-feira, ficou todo o jogo no banco de reservas. E o técnico Adilson Batista explicou a situação do jogador:

- Eu sempre respeitei o torcedor, é a razão de existir a instituição. Agora, eu estou no dia a dia e sei o quanto o atleta suporta. Estou vendo aqui o atleta. Ele ainda está numa fase de transição e não suporta 45 minutos. Ele pode falar que suporta 90, eu respeito a opinião dele, mas estou vendo ele aqui. Até pensei em colocá-lo contra o Grêmio, mas vai ter, novamente, sua oportunidade. É só ter calma - disse o treinador em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

No treino tático desta tarde, Bernardo chegou a ser utilizado entre os titulares, mas depois retornou para os reservas. Após as atividades, o meia ficou sozinho no gramado, dando corridas em volta do campo. Contra o Corinthians, no próximo domingo, às 17h, o apoiador deve ficar no banco.

Bernardo estava sem jogar desde abril devido a uma cirurgia no joelho esquerdo. O meia vinha em grande fase até a lesão, no jogo contra o Quissamã, pelo Campeonato Carioca, com sete gols em 16 partidas.