icons.title signature.placeholder LANCE!Bizz
20/03/2014
12:34

A Adidas anunciou, nesta quinta-feira, patrocínio à seleção da Bósnia-Herzegovina. O acordo passará a valer a partir do dia 1 de junho e os novos uniformes, que serão usados na Copa do Mundo, serão estreados no amistoso contra o México, em 3 de junho, em Chicago (EUA).

Classificada em primeiro lugar do grupo G nas eliminatórias europeias para o Mundial no Brasil, a Bósnia chegou a estar na 17ª colocação geral do ranking da Fifa, entidade máxima do futebol no mundo. Atualmente, aparece na 21ª posição, de acordo com o ranking de março.

Os bons resultados chamaram a atenção da fornecedora alemã, que vê potencial na nova parceira.

- Estamos muito satisfeitos com acordo por se tratar de uma seleção emergente e de enorme potencial. É mais uma demonstração do nosso contínuo investimento no esporte ao redor do mundo - disse Markus Baumann, vice-presidente global de futebol da Adidas.

Na seleção da Bósnia, que fará sua estreia em Copas como nação independente, estão jogadores que são patrocinados pela Adidas, como Edin Džeko, do Manchester City; Miralem Pjanić, da Roma; e o capitão Emir Spahić, atleta do Bayer Leverkusen.

Džeko, um dos principais nomes do futebol no país bósnio, manifestou-se sobre o novo fornecedor de material esportivo.

- Estou animado com a parceria entre a Adidas e a nossa seleção. Espero que os novos uniformes nos inspirem para uma boa apresentação na Copa do Mundo no Brasil - comentou o atacante.

A Adidas, além da Bósnia e do próprio torneio de seleções, patrocina outras oito seleções que vão disputar a Copa do Mundo: Argentina, Alemanha, Colômbia, Espanha, Japão, México, Nigéria e Rússia. A marca alemã possui ainda garotos-propaganda como Messi, Robben, Schweinsteiger, entre outros.

A Adidas perde apenas para a Nike, que patrocina 10 equipes que estarão na Copa: Austrália, Brasil, Coreia do Sul, Croácia, Estados Unidos, Inglaterra, França, Grécia, Holanda e Portugal.