icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR / LANCEPRESS!
25/08/2015
17:51

A trajetória de Guilherme no Atlético-MG teve um ponto final nesta terça-feira. Segundo a assessoria de imprensa do clube, o meia-atacante procurou a diretoria atleticana e solicitou a rescisão de seu contrato, que estava previsto para encerrar até o final da temporada. O atleta nem sequer viajará com a delegação para Florianópolis, onde a equipe fará o duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, com o Figueirense.

O jogador de 26 anos já esteve prestes a deixar o Atlético-MG neste ano. Após desligar-se do clube, Guilherme esteve próximo de acertar com o Cruz Azul (MEX), mas a negociação não foi concretizada, e ele acabou retornando à Cidade do Galo.

Guilherme desembarcou no Atlético-MG em março de 2011, e teve uma trajetória para lá de conturbada no clube. Apesar de ter participado em jogos decisivos da Copa Libertadores de 2013 e na Copa do Brasil de 2014, boa parte destes quatro anos foram convivendo com sucessivas lesões.

Nos últimos meses, o jogador de 26 anos perdeu espaço com a ascensão de Giovanni Augusto, e chegou a pleitear publicamente uma chance para o técnico Levir Culpi.

A trajetória de Guilherme no Atlético-MG teve um ponto final nesta terça-feira. Segundo a assessoria de imprensa do clube, o meia-atacante procurou a diretoria atleticana e solicitou a rescisão de seu contrato, que estava previsto para encerrar até o final da temporada. O atleta nem sequer viajará com a delegação para Florianópolis, onde a equipe fará o duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, com o Figueirense.

O jogador de 26 anos já esteve prestes a deixar o Atlético-MG neste ano. Após desligar-se do clube, Guilherme esteve próximo de acertar com o Cruz Azul (MEX), mas a negociação não foi concretizada, e ele acabou retornando à Cidade do Galo.

Guilherme desembarcou no Atlético-MG em março de 2011, e teve uma trajetória para lá de conturbada no clube. Apesar de ter participado em jogos decisivos da Copa Libertadores de 2013 e na Copa do Brasil de 2014, boa parte destes quatro anos foram convivendo com sucessivas lesões.

Nos últimos meses, o jogador de 26 anos perdeu espaço com a ascensão de Giovanni Augusto, e chegou a pleitear publicamente uma chance para o técnico Levir Culpi.