icons.title signature.placeholder Amélia Sabino, Eduardo Mendes e Leo Burla
icons.title signature.placeholder Amélia Sabino, Eduardo Mendes e Leo Burla
12/07/2013
20:42

O Flamengo e o consórcio Complexo Maracanã Entretenimento S.A. assinaram na tarde desta sexta-feira o acordo para o uso do estádio até o fim do ano. O Rubro-Negro fez um pacote de jogos de número não revelado. A estreia está marcada para o próximo dia 28, contra o Botafogo.

As premissas do contrato também não foram divulgadas. O LANCE!Net apurou que o Rubro-Negro terá direito a receber 50% da receita líquida tanto da arrecadação da bilheteria como da renda oriunda de bares e estacionamento. Ou seja, as partes terão direitos iguais sobre o lucro, já descontadas as despesas operacionais da partida.

Em função de uma cláusula de confidencialidade, o presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, evitou dar maiores detalhes sobre o contrato.

De qualquer maneira, o Flamengo acertou um contrato distinto ao do Fluminense, no qual está previsto apenas o poder de venda de 43 mil cadeiras laterais, sem incluir os setores premium do estádio ao clube das Laranjeiras.

– Este acordo foi feito de maneira muito bem pensada, levando-se em conta a força do Flamengo e seu enorme potencial de geração de receitas.  Até o fim do ano, vamos avaliar os resultados financeiros e técnicos obtidos com os jogos no Maracanã para decidir sobre um possível futuro contrato. Tenho certeza de que a torcida está feliz – disse Bandeira de Mello em entrevista ao site oficial do clube.

O Flamengo havia fechado um pacote de seis jogos no Mané Garrincha, incluindo o confronto diante do Botafogo, que já foi remanejado. Além destas partidas, o Rubro-Negro terá outros 14 compromissos no Brasileiro como mandante.

Ainda há possibilidade de jogos pela Copa do Brasil desde que o time confirme a classificação na quarta contra o ASA.

Apesar de mudança, jogos no DF mantidos

A possibilidade de o Flamengo fechar um acordo de até oito jogos no Mané Garrincha já está descartada. O pacote, agora, inclui apenas cinco partidas, já considerando que o clássico contra o Botafogo acontecerá no Maracanã.

O clube informou ao Governo do Distrito Federal a mudança de local do confronto, mas reiterou que os outros jogos marcados, entre eles o de domingo e o confronto do returno do Brasileiro contra o Vasco, seguem mantidos. Não há definição, porém, de quais serão os outros dois confrontos que o time fará em Brasília.

Antes do acerto com o Maracanã, o clube cogitou enfrentar no Mané Garrincha, além de Vasco e Botafogo, Grêmio, Atlético-MG e Atlético-PR, ainda no turno.

Para jogar no estádio da capital federal, o Flamengo tem direito a receber toda a renda da partida, mas arca com as despesas. Entre o total arrecado, o clube deixar de ficar com cerca de 30% para cobrir os gastos operacionais desses jogos.

O Flamengo e o consórcio Complexo Maracanã Entretenimento S.A. assinaram na tarde desta sexta-feira o acordo para o uso do estádio até o fim do ano. O Rubro-Negro fez um pacote de jogos de número não revelado. A estreia está marcada para o próximo dia 28, contra o Botafogo.

As premissas do contrato também não foram divulgadas. O LANCE!Net apurou que o Rubro-Negro terá direito a receber 50% da receita líquida tanto da arrecadação da bilheteria como da renda oriunda de bares e estacionamento. Ou seja, as partes terão direitos iguais sobre o lucro, já descontadas as despesas operacionais da partida.

Em função de uma cláusula de confidencialidade, o presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, evitou dar maiores detalhes sobre o contrato.

De qualquer maneira, o Flamengo acertou um contrato distinto ao do Fluminense, no qual está previsto apenas o poder de venda de 43 mil cadeiras laterais, sem incluir os setores premium do estádio ao clube das Laranjeiras.

– Este acordo foi feito de maneira muito bem pensada, levando-se em conta a força do Flamengo e seu enorme potencial de geração de receitas.  Até o fim do ano, vamos avaliar os resultados financeiros e técnicos obtidos com os jogos no Maracanã para decidir sobre um possível futuro contrato. Tenho certeza de que a torcida está feliz – disse Bandeira de Mello em entrevista ao site oficial do clube.

O Flamengo havia fechado um pacote de seis jogos no Mané Garrincha, incluindo o confronto diante do Botafogo, que já foi remanejado. Além destas partidas, o Rubro-Negro terá outros 14 compromissos no Brasileiro como mandante.

Ainda há possibilidade de jogos pela Copa do Brasil desde que o time confirme a classificação na quarta contra o ASA.

Apesar de mudança, jogos no DF mantidos

A possibilidade de o Flamengo fechar um acordo de até oito jogos no Mané Garrincha já está descartada. O pacote, agora, inclui apenas cinco partidas, já considerando que o clássico contra o Botafogo acontecerá no Maracanã.

O clube informou ao Governo do Distrito Federal a mudança de local do confronto, mas reiterou que os outros jogos marcados, entre eles o de domingo e o confronto do returno do Brasileiro contra o Vasco, seguem mantidos. Não há definição, porém, de quais serão os outros dois confrontos que o time fará em Brasília.

Antes do acerto com o Maracanã, o clube cogitou enfrentar no Mané Garrincha, além de Vasco e Botafogo, Grêmio, Atlético-MG e Atlético-PR, ainda no turno.

Para jogar no estádio da capital federal, o Flamengo tem direito a receber toda a renda da partida, mas arca com as despesas. Entre o total arrecado, o clube deixar de ficar com cerca de 30% para cobrir os gastos operacionais desses jogos.