icons.title signature.placeholder Vinícius Faustini/ RADAR
23/02/2015
19:04

Os Campeonatos Estaduais vêm se tornando verdadeiros caminhos das pedras para os clubes neste início de temporada do futebol brasileiro. Apesar de algumas competições estarem em suas primeiras rodadas, apenas quatro clubes no Brasil podem se orgulhar de ter 100% de aproveitamento após três ou mais partidas.

Único representante da Série A na lista, o Sport Recife pode ter tropeçado na Copa do Nordeste, mas segue voando no Campeonato Pernambucano. São quatro vitórias em quatro jogos, e duas delas em clássicos - 3 a 0 sobre o Santa Cruz e 1 a 0 sobre o Náutico. O técnico Eduardo Baptista credita o bom rendimento ao planejamento para 2015:

- Mantivemos 70% do nosso elenco, o que nos deu uma base para ter esta largada rápida. A gente tem mostrado um entrosamento bom, e precisa buscar esta crescente até as fases finais do Campeonato Pernambucano. Assim, podemos dar ao luxo de poupar para a disputa da Copa do Nordeste e para a reta final do Estadual. Afinal, quando chega lá nas semifinais, é mata-mata - declarou, ao LANCE!Net.

Eliminado da Copa Verde pelo atual campeão Brasília, o Independente concentrou suas forças no Paraense e engatou três vitórias consecutivas na Taça Cidade de Belém. A equipe surpreendeu o Remo na primeira rodada e, depois, derrubou São Francisco e Castanhal.

Porém, as únicas equipes que podem se vangloriar por estar verdadeiramente com 100% de aproveitamento após ao menos três jogos no ano vêm do Espírito Santo.  E um deles só teve presença garantida a poucos dias do final de 2014.

Dono de 36 títulos do Campeonato Capixaba, o Capa-Preta não conseguiu em campo sair da Série B no ano passado. Porém, devido à desistência do Colatina às vésperas da competição, o clube "herdou" a vaga. Após três vitórias em três jogos na Chave Norte, o diretor de futebol, Armando Zanata, afirmou que o objetivo era fazer o Rio Branco retornar em grande estilo à elite:

- Montamos uma equipe cascuda, com média de 28 anos. Trouxemos jogadores rodados, como Léo Oliveira, que foi campeão com o Flamengo na Copa do Brasil de 2006, e o Duilio veio pela segunda vez. Vamos voltar com tudo, para lutar pelo título e para garantir uma vaga na Série D.

Porém, o Rio Branco tem um concorrente que já está mostrando um bom cartão de visitas. Localizado em Itapemirim (a 122km da capital, Vitória), o Atlético Itapemirim é o líder absoluto da Chave Sul, também com três vitórias em três jogos. Campanha que o técnico Charles Almeida atribui à rotina intensa de início do ano:

- A gente se apresentou 15 dias antes do Capixaba, trabalhou no Carnaval... E com determinação, vontade de vencer, conseguiu esta sequência. Sem subestimar os adversários mas a gente vem para brigar pelo título, em especial se não tiver lesões durante o Capixaba.

Resta saber até quando cada equipe seguirá com um cenário com 100% de confiança e de aproveitamento.