icons.title signature.placeholder Amir Somoggi
27/06/2014
10:00

Com boa parte da Copa do Mundo realizada, já é possível tirar algumas conclusões interessantes sobre sua audiência televisiva.

O jogo do Brasil x Croácia rendeu a Globo cerca de 35% de audiência em São Paulo e 41% no Brasil. O share, que indica quantos televisores estão ligados em um mesmo programa, foi de 80%, índice já registrado em Copas anteriores. A Band marcou 8 pontos em São Paulo e 6 no Brasil

O fato mais representativo é que a audiência do primeiro jogo do Brasil na Copa de 2010 foi de 45 pontos para a Globo e 11 para a BAND em São Paulo. Valores muito inferiores aos atuais.

Esse aumento de brasileiros com TV paga reduziu a audiência dos canais de TV aberta nessa Copa. Possivelmente os índices devem crescer em jogos decisivos, mas dificilmente atingirão os mais de 60 pontos registrados na Copa de 2002.

O principal motivo para essa queda foi o aumento da penetração da TV paga, que na Copa da África atingia menos de 10 milhões de lares no Brasil, cerca de 32 milhões de pessoas. Atualmente a TV paga no Brasil alcança 18 milhões de lares, cerca de 59 milhões de telespectadores.

Uma penetração no Brasil de 29% da população. A região sudeste tem 40%, já o Nordeste apenas 13%.

A Copa no Brasil tem ainda um adicional na fragmentação da mídia atual, já que será a Copa das Redes Sociais e da segunda tela, como tablets e smartphones.

Uma nova realidade que impacta em mais conteúdo de qualidade para o telespectador e em mídias online. E um grande desafio para a TV aberta.