icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/11/2013
14:33

Existe uma lei no mercado que é a da oferta e da procura. Se o Flamengo jogar no Brasileiro contra o Macaé, por exemplo, não vai ter essa procura que existirá na decisão da Copa do Brasil. A procura é maior em jogos decisivos e, com isso, é normal que os preços subam. É bem caro para o padrão mundial, pois com esse valor você consegue assistir um jogo de NFL nos Estados Unidos.

Outro fator para esse valor tão alto são as gratuidades, pois quanto maior, mais impacto no valor dos ingressos cobrados. A carga que for disponibilizada o clube precisa repassar os valores para os outros setores.

Só acho que o clube poderia tranquilamente trabalhar com os preços que acham ideais, pela importância deste jogo, mas manter
os 50% de desconto para o sócio-torcedor, e não 40%, até porque os estudante continua pagando meia entrada, então seria uma forma de se valorizar mais os sócios.

O problema é que clube não está sozinho nessa, pois se o estádio fosse só dele seria muito mais fácil lidar. Eles estão considerando os custos dos ingressos pois também têm que dividir os lucros com o Maracanã S.A.. Se o preço está lá em cima, é visando essa partilha.