icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
21/11/2014
14:17

O jogo deste sábado, contra o Atlético-MG, no Beira-Rio, ganha ares de decisão para o Interacional. O estádio estará lotado. O adversário, mesmo que focado na final da Copa do Brasil, é direto na briga por um vaga no G4. Por isso, o técnico Abel Braga pede uma dedicação especial aos jogadores na marcação e na organização tática do time. E acredita em dificuldades, mesmo que espera um Galo repleto de reservas.

- O Levir trabalha muito bem a cabeça do jogador. Neste momento, o que o treinador diz se torna impotente, a cabeça deles está na quarta. Com uma equipe mesclada, a carga de quarta-feira diminui um pouco. A dificuldade com equipe mesclada é maior do que com os titulares - avaliou Abel.

O treinador espera um jogo duro. Mais do que contra o Goiás, quando o Inter demorou para conseguir o gol da vitória, em bicicleta de Paulão, e ainda precisou se segurar na defesa. Abel, por outro lado, terá os reforços de Fabrício, Aránguiz e Alex, que retornam ao time.

- Vamos sofrer mais do que no jogo passado. Tem que correr mais. Estamos nos baseando no jogo fora de casa com o Palmeiras, que foi fantástico. Não deram a mínima possibilidade ao Palmeiras. Sabemos da dificuldade. Temos que ter paixões: por marcar, correr e organizar - destacou Abel.

O Inter deve ter Alisson; Wellington Silva, Alan, Ernando e Fabrício; Willians (Bertotto), Aránguiz, D'Alessandro, Alex e Jorge Henrique; Rafael Moura. Em quinto colocado no Brasileirão, o Colorado pode ultrapassar os mineiros na tabela em caso de vitória.