icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/07/2013
23:01

O Fluminense vem mal no Campeonato Brasileiro, o time sofreu derrota nos últimos quatro jogos. Mesmo com a fase ruim, o técnico Abel Braga mostrou confiança em tirar o time dessa fase ruim e assumiu um compromisso com o torcedor, mostrando que está fechado com o grupo de jogadores ao responder a pergunta de um torcedor.

- Nós estamos muito compromissados. Ele tem que saber que nós temos compromisso com nós mesmos, com o nosso clube e com o nosso patrocinador. Isso é uma coisa óbvia. Nós vamos sair dessa situação - disse no programa "Bem, Amigos", do canal pago SporTV.

E MAIS
> Abel revela proposta para tirar Fred do Fluminense: 'Coisa de louco'
> Fluminense assinará acordo de sustentabilidade nesta terça-feira
> Fred e Jomar devem ser denunciados esta semana, diz procurador do STJD

Abelão também comentou as falhas individuais que tem causado as derrotas do Fluminense nos últimos jogos e explicou como faz para manter o controle do vestiário. Segundo o treinador, é hora de dar confiança aos jogadores.

- Você lembra dos gols que nós sofremos contra o Internacional? Quais foram as duas falhas gritantes? Digão e Cavalieri. Ou eu acabo com os caras ou dou a chance de se recuperar. O Diego pelo menos se recuperou, o Digão não foi tão bem, acabou expulso. Eu tenho que fechar com eles - explicou, lembrando que já ficou com 12 desfalques em uma rodada do Brasileirão e citou que os jovens jogadores da base tricolor também o seguram no clube:

- Já joguei sem 12 jogadores considerados titulares e banco. Contra o Goiás se não me engano, meu banco foi quase um maternal, não foi ginasial não, foi maternal mesmo. Denílson, Biro Biro...esse é um dos grandes motivos que não me traz vontade nenhuma de largar o Fluminense. Eu sei que se sair vou deixar muita gente órfão lá.

O Fluminense vem mal no Campeonato Brasileiro, o time sofreu derrota nos últimos quatro jogos. Mesmo com a fase ruim, o técnico Abel Braga mostrou confiança em tirar o time dessa fase ruim e assumiu um compromisso com o torcedor, mostrando que está fechado com o grupo de jogadores ao responder a pergunta de um torcedor.

- Nós estamos muito compromissados. Ele tem que saber que nós temos compromisso com nós mesmos, com o nosso clube e com o nosso patrocinador. Isso é uma coisa óbvia. Nós vamos sair dessa situação - disse no programa "Bem, Amigos", do canal pago SporTV.

E MAIS
> Abel revela proposta para tirar Fred do Fluminense: 'Coisa de louco'
> Fluminense assinará acordo de sustentabilidade nesta terça-feira
> Fred e Jomar devem ser denunciados esta semana, diz procurador do STJD

Abelão também comentou as falhas individuais que tem causado as derrotas do Fluminense nos últimos jogos e explicou como faz para manter o controle do vestiário. Segundo o treinador, é hora de dar confiança aos jogadores.

- Você lembra dos gols que nós sofremos contra o Internacional? Quais foram as duas falhas gritantes? Digão e Cavalieri. Ou eu acabo com os caras ou dou a chance de se recuperar. O Diego pelo menos se recuperou, o Digão não foi tão bem, acabou expulso. Eu tenho que fechar com eles - explicou, lembrando que já ficou com 12 desfalques em uma rodada do Brasileirão e citou que os jovens jogadores da base tricolor também o seguram no clube:

- Já joguei sem 12 jogadores considerados titulares e banco. Contra o Goiás se não me engano, meu banco foi quase um maternal, não foi ginasial não, foi maternal mesmo. Denílson, Biro Biro...esse é um dos grandes motivos que não me traz vontade nenhuma de largar o Fluminense. Eu sei que se sair vou deixar muita gente órfão lá.