icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
28/07/2013
09:11

Além das quatro linhas, o jogo entre Fluminense e Grêmio tem um ingrediente a mais no banco de reservas. A disputa entre Abel Braga, que está há três anos no comando do Tricolor e pode ser considerado uma exceção de acordo com os padrões nacionais, e Renato Gaúcho, ídolo de ambas as equipes e que acaba de ser contratado com muita festa pelo clube gaúcho, promete.

Os treinadores tiveram trabalho para arrumar as equipes. Reflexo do jogo pegado contra o Vasco, Abel tem os desfalques de Digão e Fred, suspensos, e do lateral-direito Bruno, que sofreu estiramento na coxa-direita e será ausência por tempo indeterminado. Dessa forma, o técnico irá escalar Wellington Silva, Leandro Euzébio e Samuel para suprir as ausências.

Por sua vez, Renato Gaúcho tem menos problemas em peças-chaves. Porém, não menos importantes para o time. O técnico não poderá contar com Matheus Biteco e Vargas, suspensos, além de Souza, Jean Deretti e Marco Antonio, que ainda se recuperam de lesões.

Os momentos dos profissionais são distintos. No Flu, Abel enfrenta o momento mais conturbado no comando desde que assumiu a equipe e pode não sustentar um novo revés. Enquanto isso, Renato é reverenciado no retorno e, como de costume, participou do tradicional rachão no último treino da equipe antes do jogo e marcou dois gols, prato cheio para as brincadeiras com os comandados.

Hoje também marca 30 anos da conquista Libertadores do Grêmio e a torcida gaúcha promete uma grande festa na arquibancada. Por um bom início ou pela continuidade no cargo, o duelo promete.

Além das quatro linhas, o jogo entre Fluminense e Grêmio tem um ingrediente a mais no banco de reservas. A disputa entre Abel Braga, que está há três anos no comando do Tricolor e pode ser considerado uma exceção de acordo com os padrões nacionais, e Renato Gaúcho, ídolo de ambas as equipes e que acaba de ser contratado com muita festa pelo clube gaúcho, promete.

Os treinadores tiveram trabalho para arrumar as equipes. Reflexo do jogo pegado contra o Vasco, Abel tem os desfalques de Digão e Fred, suspensos, e do lateral-direito Bruno, que sofreu estiramento na coxa-direita e será ausência por tempo indeterminado. Dessa forma, o técnico irá escalar Wellington Silva, Leandro Euzébio e Samuel para suprir as ausências.

Por sua vez, Renato Gaúcho tem menos problemas em peças-chaves. Porém, não menos importantes para o time. O técnico não poderá contar com Matheus Biteco e Vargas, suspensos, além de Souza, Jean Deretti e Marco Antonio, que ainda se recuperam de lesões.

Os momentos dos profissionais são distintos. No Flu, Abel enfrenta o momento mais conturbado no comando desde que assumiu a equipe e pode não sustentar um novo revés. Enquanto isso, Renato é reverenciado no retorno e, como de costume, participou do tradicional rachão no último treino da equipe antes do jogo e marcou dois gols, prato cheio para as brincadeiras com os comandados.

Hoje também marca 30 anos da conquista Libertadores do Grêmio e a torcida gaúcha promete uma grande festa na arquibancada. Por um bom início ou pela continuidade no cargo, o duelo promete.