icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
11/07/2013
10:12

Em nota ao LANCE!Net, a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) confirmou que o exame antidoping feito pelo Laboratório de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (Ladetec) da jogadora de vôlei Natália teve um resultado positivo. A entidade disse também que está apurando o caso.

No comunicado, a ABCD ressalta que nenhum representante do laboratório da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foi chamado para julgamento, e que "O Ladetec não foi sequer solicitado a participar" dele.

A ABCD ressaltou ainda que os documentos publicados na imprensa são parte do laudo completo sobre o exame da jogadora.

Confira o comunicado na íntegra:

"A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), seguindo normas internacionais, tem por prática não comentar casos de dopagem em andamento, como o da jogadora de vôlei Natália, citado por algumas reportagens no dia 10 de julho de 2013.

Nos laboratórios de controle de dopagem todos os procedimentos de identificação dos atletas são feitos por códigos, não por nomes. Portanto, a jogadora citada não é um nome em análise no Ladetec.

Nenhum representante do laboratório participou de julgamento de caso da jogadora. O Ladetec não foi sequer solicitado a participar de qualquer julgamento a respeito.

Entretanto, a partir do caso noticiado em diversos veículos de comunicação e de pedidos enviados por órgãos de imprensa, a ABCD questionou o Ladetec acerca das informações veiculadas.

O laboratório, considerando apenas um código atualmente em análise e comparando-o com os dados apontados no noticiário e nos pedidos de imprensa recebidos pela ABCD, identificou a existência de um único caso recente em que os dados em análise conferem com os da atleta citada.

Considerando que o caso identificado por código seja o mesmo da atleta, o laboratório confirma que o exame é adverso.

Admitindo-se que o caso seja o mesmo, vale ressaltar que os documentos que estão sendo mencionados no noticiário são apenas uma parte do laudo completo.

A ABCD informa ainda que está fazendo apuração detalhada do assunto para que haja esclarecimento conclusivo a respeito.

Por fim, a Autoridade lamenta a situação que envolve a campeã olímpica Natália e ressalta a importância de um trabalho de prevenção e orientação aos atletas brasileiros para evitar riscos à sua saúde e à carreira esportiva.

AUTORIDADE BRASILEIRA DE CONTROLE DE DOPAGEM"

Em nota ao LANCE!Net, a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) confirmou que o exame antidoping feito pelo Laboratório de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (Ladetec) da jogadora de vôlei Natália teve um resultado positivo. A entidade disse também que está apurando o caso.

No comunicado, a ABCD ressalta que nenhum representante do laboratório da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) foi chamado para julgamento, e que "O Ladetec não foi sequer solicitado a participar" dele.

A ABCD ressaltou ainda que os documentos publicados na imprensa são parte do laudo completo sobre o exame da jogadora.

Confira o comunicado na íntegra:

"A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), seguindo normas internacionais, tem por prática não comentar casos de dopagem em andamento, como o da jogadora de vôlei Natália, citado por algumas reportagens no dia 10 de julho de 2013.

Nos laboratórios de controle de dopagem todos os procedimentos de identificação dos atletas são feitos por códigos, não por nomes. Portanto, a jogadora citada não é um nome em análise no Ladetec.

Nenhum representante do laboratório participou de julgamento de caso da jogadora. O Ladetec não foi sequer solicitado a participar de qualquer julgamento a respeito.

Entretanto, a partir do caso noticiado em diversos veículos de comunicação e de pedidos enviados por órgãos de imprensa, a ABCD questionou o Ladetec acerca das informações veiculadas.

O laboratório, considerando apenas um código atualmente em análise e comparando-o com os dados apontados no noticiário e nos pedidos de imprensa recebidos pela ABCD, identificou a existência de um único caso recente em que os dados em análise conferem com os da atleta citada.

Considerando que o caso identificado por código seja o mesmo da atleta, o laboratório confirma que o exame é adverso.

Admitindo-se que o caso seja o mesmo, vale ressaltar que os documentos que estão sendo mencionados no noticiário são apenas uma parte do laudo completo.

A ABCD informa ainda que está fazendo apuração detalhada do assunto para que haja esclarecimento conclusivo a respeito.

Por fim, a Autoridade lamenta a situação que envolve a campeã olímpica Natália e ressalta a importância de um trabalho de prevenção e orientação aos atletas brasileiros para evitar riscos à sua saúde e à carreira esportiva.

AUTORIDADE BRASILEIRA DE CONTROLE DE DOPAGEM"