icons.title signature.placeholder João Pires
28/11/2013
17:15

Beto Monteiro é um dos poucos que ainda precisa se preocupar com sua categoria no automobilismo durante as 500 Milhas de Kart, na cidade de Penha (SC). O piloto ainda luta pelo título da Fórmula Truck, que terá sua última etapa no dia 8 de dezembro, em Brasília (DF).

Há ainda duas categorias em andamento no automobilismo: Truck e StockCar. Entretanto, dos pilotos que disputam o título da Stock, nenhum deles estará correndo no kartódromo do Beto Carrero World. Monteiro, portanto, é dos poucos que não vive totalmente o clima festivo das 500 Milhas.

- As 500 Milhas de Kart normalmente é feita quando todas as competições ja acabaram. Este ano a Fórmula Truck e a StockCar ainda não acabaram. Então, uma corrida que é uma confraternização, acaba não tendo 100% da minha atenção, porque eu estou com a cabeça muito virada ao campeonato da Truck no próximo fim de semana - disse Monteiro.

E MAIS:
> Pressão reduzida é o trunfo de pilotos consagrados na 500 Milhas de Kart
> 500 Milhas de Kart neste sábado terá grandes nomes do automobilismo
> Desenho do kart de Nelsinho Piquet já está pronto para as 500 Milhas

Campeão sul-americano na Truck este ano, ele ainda briga pelo título da temporada na categoria com Régis Boessio, Leandro Totti e Felipe Giaffone (veja a classificação abaixo), que é outro que estará competindo em Santa Catarina. Monteiro precisa apenas subir ao pódio para ser campeão em Brasília e ressalta que a prova de kart pode ser uma forma de relaxar antes:

- É bom vir correr aqui com os amigos, é um momento que você encontra as pessoas de outras categorias. É sempre gratificante estar aqui. Talvez até uma forma de relaxar antes da decisão da truck, afasta a tensão que vai gerar o final de semana que vem.

Se for campeão, Beto levará seu segundo título, sendo o primeiro de sua equipe, a Iveco. Ele também foi campeão da Truck em 2004, com a Ford.

Na 500 Milhas de Kart, que será no sábado, às 11h, Beto vai dividir o kart número 88 com Felipe Nasr, piloto que foi quarto colocado na GP2 este ano, e o americano Carlos Crespo. Eles formam uma das cinco equipes da PCR, marca italiana de chassi.

Confira alguns trechos da entrevista com Beto Monteiro

L!Net: Você costuma pilotar um caminhão e agora, aqui em Penha, vai pilotar o pequeno kart. Como é essa mudança?

- Para mim não é uma mudança muito grande. Durante o ano eu sempre faço umas corridas de kart e então já tenho uma certa prática. Quando eu entrei na Fórmula Truck eu vinha da Fórmula 3, então eu tive que rapidamente me adaptar. Isso para mim nunca foi um grande problema.

L!Net: Como está a expectativa para a etapa final da Fórmula Truck?

- Eu acho que agora eu tenho que trabalhar para tentar vencer a corrida. Antes estávamos querendo somar pontos, mas agora vamos dar o máximo, e com boa expectativa, porque o caminhão tem suportado bem a temporada.

Briga pelo título da F-Truck:

01) Beto Monteiro - 135 pontos
02) Régis Boessio - 119
03) Leandro Totti - 116
04) Felipe Giaffone - 114