icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
19/03/2014
17:59

A menos de dois meses da Copa do Mundo da Fifa, o vice-presidente do Corinthians Luis Paulo Rosenberg afirmou que a melhor escolha para ser sede da abertura da Copa do Mundo seria o estádio do Morumbi e não a Arena do Corinthians. A declaração, dada ao Blog do Perrone, do site Uol, entretanto, não foi a primeira em que o dirigente diz que a Copa não é bom negócio para o Corinthians. Ele mantém o discurso desde 2010. O LANCE!Net levantou algumas das frases de Rosenberg, confira!

Setembro/2010, antes de serem divulgados os estádios da Copa

“Ser estádio da Copa não agrega nada a nós. Um mês antes nem o presidente do clube dono tem acesso, porque vira tudo da Fifa. Eu perco placa de publicidade, o naming rights (nome do estádio vendido a uma empresa). Não fizemos esse projeto pensando na Copa. A CBF apontou o estádio do Corinthians, mas não quer dizer que será. É um idéia, que pode não dar certo”

Abril/2011, citando os defeitos do Morumbi

“O projeto de Itaquera é tratado como um estádio para São Paulo, e não só para o Corinthians. Da zona rica, dos Jardins, você chegará até Itaquera mais rapidamente do que vai ao Morumbi”

Maio/2011, quando questionado sobre qual estádio indicaria para sediar a Copa das Confederações no Estado

“O Morumbi é um grande estádio e tem todas condições de receber um grande jogo. Acabou de receber 45 mil pessoas. Está certo que a acessibilidade não é muito boa, mas é um grande estádio”

Junho/2011, sobre a Arena do Corinthians, o Morumbi e o Allianz Paque, estádio do Palmeiras

“Depois que o presidente (Lula) ensinou a gente, a gente até quer um estádio de Copa. Só que nós não temos grana para bancar isso, nós não vamos fazer gracinha com o dinheiro do Corinthians. Nós pagamos nosso estádio, os demais beneficiários o levarão a preencher os requisitos Fifa”

“O Morumbi é exatamente o que o presidente (Andrés) diz... Iriam dar mais um aplique. Não grudou”

“A jogada do Palmeiras é muito absurda...ele está defendendo que a abertura e o fechamento sejam no Rio e, depois, São Paulo fica a sede no estádio dele, se é que algum dia a Wtorre vai construir”

Outubro/2011, indicando que o Morumbi seria uma melhor opção

“Eu, como economista, acho o Morumbi a solução para a Copa do Mundo. Acho um absurdo a abertura não ser no Morumbi, mas chegou a hora que a CBF, a Fifa e o Governo pediram pelo amor de Deus para a abertura ser no estádio do Corinthians. E foi o que aconteceu. Com uma parceria público-privada, onde há isenção de tributo, atendemos as exigências da Fifa”