Stanislas Wawrinka durante semi-final contra Tomas Berdych no torneio de tênis aberto da Austrália (Foto: Greg Wood/ AFP)

Stanislas Wawrinka durante semi-final contra Tomas Berdych no torneio de tênis aberto da Austrália (Foto: Greg Wood/ AFP)

TÊNIS NEWS
06/11/2015
22:58
Paris (França)

Stan Wawrinka, número quatro do ranking, superou, já na madrugada de sábado no horário parisiense, à 1h13, Rafael Nadal, sexto do mundo, e se garantiu na semifinal do Masters 1000 de Paris, na França, para enfrentar Novak Djokovic.

O suíço salvou seis set-points, três em cada parcial, para marcar 7/6 (10/8) 7/6 (9/7) após 2h20min de duração no último jogo da longa programação desta sexta-feira.

Esta é a terceira vitória de Stan em 16 jogos contra Nadal, a segunda este ano onde venceu em Roma, na Itália, mas perdeu em Xangai, na China.

Wawrinka vai encarar o líder do ranking, Novak Djokovic, que venceu de forma parecida o tcheco Tomas Berdych, quinto, por 7/6 (7/3) 7/6 (10/8).

O jogo

Nadal começou com tudo, quebrando o saque de Stan e dominando a parcial com muitas trocas de bola. O espanhol teve chance de fechar o set na devolução, mas Stan salvou. Nadal então foi servir pra fechar a parcial, mas viu Stan ir pra cima com a direita, errou forehand e foi quebrado. O jogo caminhou ao tie-break e após muita disputa e mais dois set-points perdidos, Wawrinka fechou com forehand bobo de Nadal na rede por 7/6 (10/8).

Stan sentia dores de cabeça, pediu medicamentos e tomava cafezinho servido pela organização nas viradas de lado - o que é permitido. Na segunda etapa abriu uma quebra e serviu pra vitória, mas cometeu demasiados erros e viu a luta do Touro para quebrá-lo e levar para mais um tie-break. O espanhol então abriu 5 a 2 com dois saques, mas errou smash bobo e sofreu pancada de Stan Nadal atacou firme com o forehand, teve 6 a 4, mas novamente falhou após longa troca, sofreu o empate e não resistiu tomando passada de esquerda do suíço.

Sem Masters pela 1ª vez desde 2004 - Maior campeão de torneios do Masters 1000 com 27 conquistas, Rafael Nadal termina a temporada nesse tipo de evento, que só perde pros Grand Slams, pela primeira vez sem uma conquista desde 2004 após sua queda nas quartas de final em Paris, na França.

O espanhol começou a fazer sua fila de conquistas a partir de 2005 quando ganhou onze torneios e faturou quatro Masters 1000.

Nesta temporada ele fez apenas uma final, em Madri, na Espanha, perdendo para Andy Murray, e semis em Xangai, na China, e Monte Carlo.

Nadal vê a perigosa aproximação de Novak Djokovic que tem 25 canecos e pode erguer a 26ª conquista na capital francesa onde já tem três conquistas.