Stan Wawrinka toma cafezinho em Paris

Stan Wawrinka toma cafezinho em Paris Crédito: FFT

TÊNIS NEWS
07/11/2015
10:34
Paris (França)

Número quatro do mundo, Stan Wawrinka comemorou o fato de ter achado soluções para se livrar de seis set-points, três em mcada set, para eliminar Rafael Nadal, sexto colocado nas quartas de final do Masters 1000 de Paris, na França, na madrugada deste sábado.

"Foi uma grande batalha com oportunidades pros dois lados. Ele me quebrou primeiro, consegui voltar depois de um grande tie-break. Deveria ter concluído antes no segundo, mas ele voltou, teve chances. Foi uma partida em alto nível, tive alguns erros por hesitação quando estava na frente dele, mas ele puxou meu jogo. Estou feliz com meu jogo, por ter achado soluções, ficado paciente quando precisava e atacado quando deveria", celebrou Stan que venceu pela terceira vez em 16 jogos o rival.
Wawrinka comentou cena incomum da partida. Ele pediu um cafezinho que tomava nas viradas de lado. Mas o tenista, se pudesse, iria pedir uma bebida alcoólica: "Estava tarde, tinha que acordar (risos)", disse em referência ao jogo que terminou depois de uma da manhã no horário de Paris: "O árbitro me disse que poderia ter pedido um sanduíche também (risos). É um lugar bem legal aqui, tem um sofá, uma pequena mesinha, uma lâmpada, música, é sexta à noite, gostaria de ter pedido uma gin tônica, mas não tinha direito!"



Neste sábado, a partir das 14h, Wawrinka enfrenta Novak Djokovic e aponta: "Ele é o jogador do ano. Praticamente imbatível este ano. Quando o derrotei (final de Roland Garros), disputei minha partida do ano. Será um jogo completamente diferente, quadra coberta, melhor de três sets, sempre é difícil enfrentá-lo, ele me ganha com mais frequência. As condições aqui estão lentas, se eu conseguir me recuperar bem de hoje, vou lutar. Será inevitavelmente difícil, jogar contra o Novak é um desafio, eu amo jogar contra os melhores, amo jogar contra o Rafa".