Maria Sharapova

Maria Sharapova coletiva antidoping

TÊNIS NEWS
13/04/2016
09:20
Moscou (Rússia)

A WADA, Agência Mundial Antidoping, anunciou anistia e que vai suavizar e dar anista as penas pelo consumo do Meldonium, remédio consumido por atletas russos que foi proibido no dia 1º de janeiro na lista de antidoping. Maria Sharapova pode se beneficiar.

"Nos casos que a prova tenha menos de 1 micrograma de Meldonium e tenha sido tomada antes do dia 1º de março serão comparados com os ocorridos com esse remédio antes do dia 1º de janeiro", afirmou a WADa em comunicado.
Em tais casos se adiciona que "se admite que o atleta não consumiu o remédio de maneira consciente após sua proibição".
As investigações contra um atleta vão prosseguir caso se reocnheça sua falta, se existam evidências de que consumiu Meldonium depois do dia 1º de janeiro ou a concentração "da substância passe dos 15 microgramas por mililitro, o que confirmaria seu consumo recente".

O mesmo iria ocorrer "se a concentração for entre 1 e 15 microgramas por mililitros e o teste realizado a partir do dia 1º de março.

Desta forma atletas que deram positivo, mas são considerados inocentes, serão anistiados e poderão competir nos Jogos Olímpicos, notícia celebrada pelo Ministério dos Esportes da Rússia que teve 40 atletas suspensos, entre eles Maria Sharapova.

A tenista ainda aguarda julgamento e está suspensa preventivamente desde o dia 12 de março. Ainda não se sabe a quantidade encontrada no sangue de Sharapova em exame feito no fim de janeiro após o jogo contra Serena Williams. Ela admitiu o uso e não quis contra-prova. O julgamento está previsto para ocorrer até o começo de junho.

Ontem, o presidente da federação russa de tênis, Shamil Tarpischev, se disse confiante que sua pupila poderia disputa a Olimpíada no Rio. Ela foi prata em Londres 2012.