Tênis News
21/11/2016
14:28
Roma (Itália)

A vice-campeã do US Open 2015, a italiana Roberta Vinci, pôs fim aos rumores e especulações a respeito de sua já tão falada aposentadoria do tênis profissional. Em uma carta aberta a si mesma, a tenista diz que 2017 é seu último ano.

Publicada em italiano, sem nenhuma tradução ou adaptação para outro idioma, Vinci se dirige aos fãs: "Olá a todos, sinto que devo escrever essas palavras visto que há muito tempo se fala de meu futuro tenístico. Vai continuar? Parar? Que fará depois? Li e ouvi declarações de todos os tipos como se talvez fosse fácil obter uma resposta que não está lá", inicia Vinci.

"A verdade é que esta resposta, nem eu realmente sei", segue a italiana. "O tênis sempre esteve em minha vida e seria hipócrita em não dizer que me deu muito. Mas, como tudo que é belo, precisou muito: meses do ano em viagens, tantos treinamentos, estive pronta para sofrer e lutar como se hoje fosse o jogo mais importante de minha carreira. Não é tudo muito simples como pode parecer.Muitas vezes acontece de ter dado o máximo, e isto não foi o suficiente. É preciso saber aceitar o sofrimento ... e eu estou e sou capaz de fazer isso?", se questiona.

Vinci segue dizendo estar ainda mais consciente que nos dias de hoje é necessário dar o máximo "dia sim outro também" no circuito e pontua: "mas eu sinto que ainda tenho desejo e entusiasmo de fazer algo de bom, que é talvez a coisa que eu faça melhor, jogar tênis".

A tenista segue falando que o próximo ano será difícil, mas que vai se colocar objetivos e tentar buscá-los. Ela pontua que vai iniciar sua preparação para 2017.

"E agora você começa a se perguntar se este será meu último ano", destaca e finaliza: "Nos vemos na Austrália, Robi".