Toni Nadal

Toni Nadal (Foto: Divulgação)

TÊNIS NEWS
26/11/2015
16:31
Mallorca (Espanha)

O técnico e tio de Rafael Nadal, Toni Nadal, concedeu entrevista ao jornal italiano “La Gazzetta Dello Sport”, onde analisou a temporada feita por seu sobrinho, que teve um ano muito abaixo do esperado, mas o finalizou bem, após alcançar a semifinal do ATP Finals.

No torneio que finaliza a temporada da ATP, o ex-número 1 do mundo derrotou Andy Murray na fase de grupos, sendo o tenista de maior ranking que Nadal venceu desde Roland Garros em 2014, quando bateu Novak Djokovic.

Durante a temporada, se duvidou que Rafael Nadal chegaria entre os 8 melhores do ranking para jogar o torneio que fecha o ano da ATP. Em junho, caiu para a 10º posição, seu ranking mais baixo desde 2005, além disso, foi a primeira temporada desde 2004 onde o espanhol não chegou a pelo menos uma semifinal de Grand Slam.

Mesmo assim, conseguiu três títulos em 2015, e terminou o ano com boa participação no ATP Finals, seu tio Toni, comentou sobre isso: “Foi uma temporada de transição, cheia de altos e baixos, é verdade que não ganhamos títulos maiores, mas no final conseguimos voltar a um nível bom. No ATP Finals, ele se classificou como número 5 e chegou a semifinal, uma boa maneira de terminar 2015”, disse o treinador.

Após a derrota de Nadal em Wimbledon para Dustin Brown, questões foram levantadas sobre a permanência de seu tio como treinador. Não se incomodando com isso, os dois seguiram o trabalho juntos, afinal seria algo impensável Toni deixar o cargo, já que foi ele que introduziu Nadal ao tênis, quando tinha apenas 3 anos de idade.

Toni Nadal, conhecendo-o como ninguém, disse identificar em que área seu sobrinho teve problemas nesse ano: “Ele sempre foi muito dotado fisicamente e sempre teve um grande apetite para o trabalho. O que afeta ele é não saber lidar com suas emoções e isso afeta seu jogo, mas, mesmo antes do ATP Finals, seu tênis já vinha claramente melhorando e vamos continuar trabalhando nisso”, completou.

Para o alívio dos fãs de Nadal, o atual número 5 do mundo, parece vir recuperando sua confiança e controle emocional, o que vem sendo mostrado em quadra. E olhando para 2016, Toni acredita que tem muito a se fazer ainda, mas espera que esse momento positivo vivido no final de 2015, siga para o começo do próximo ano: “O objetivo é um bom início no ano, com confiança e entusiamo”, afirmou o treinador.

Nadal irá começar sua temporada em 2016 com ATP de Doha no Qatar, no dia 4 de janeiro, e ao seu lado na competição, estarão Novak Djokovic, David Ferrer e Tomas Berdych.