Vitória do brasileiro Thiago Monteiro no Aberto do Rio

Vitória do brasileiro Thiago Monteiro no Aberto do Rio (Foto: Luiz Pires/FOTOJUMP)

TÊNIS NEWS
23/02/2016
15:07
São Paulo (SP)

Após conquistar um feito para o tênis brasileiro ao bater Jo-Wilfried Tsonga, nono do ranking da ATP, No Rio Open, Thiago Monteiro está em São Paulo para enfrentar nova pedreira, Nicolas Almagro, e disse que confiante de poder ser nova 'surpresa'.

o cearense, que estreia na chave do torneio paulistano nesta terça-feira no último jogo da programação, comentou estar confiante de poder bater o tricampeão do Brasil Open. "Ele conhece bem o torneio, é tricampeão aqui. Mas vou entrar com a mesma confiança que tive no Rio, se eu seguir meu plano tático e enfrentá-lo de maneira correta tenho possibilidade de vencer", declarou.

Monteiro disse que contará com a torcida, como aconteceu no Rio de Janeiro, para superar o espanhol: "Eu tenho que me manter no saque a saque, tentando pressionar e usando a minha vantagem de ser canhoto. Vou explorar o backhand dele, mas tentar ao máximo evitar que ele bata parado para que eu tenha chances. Tenho que me manter firme e esperar por alguma oscilação dele. Sabemos que muitas vezes ele se deixa levar pela torcida. Fica nervoso. Tem episódios de ter brigado com torcida em outros lugares, então se acontecer isso pode o desestabilizar e tenho que estar preparado para isso".

O cearense diz que usa a energia da torcida para se manter em quadra e lutar. Mas pondera que Almagro já venceu várias vezes a competição e pode ter apoio natural dos torcedores. "Ele é campeão aqui, natural que também torçam por ele. Eu sei que vou usar o apoio que tiver para lutar", declarou.

Thiago Monteiro também destacou que muitas vezes o barulho da torcida não interfere. "Na minha derrota para o (Pablo) Cuevas (no Rio Open), por exemplo. Ele é um cara super tranquilo, a torcida não interferiu em absolutamente nada. Pode acontecer com o Almagro, por isso preciso estar pronto para jogar".

O tenista de 21 anos pontuou o cainho que recebeu na torcida no Rio de Janeiro e em São Paulo e disse que nunca se sentiu pressionado por ser considerado uma "promessa do tênis brasileiro".

Thiago também falou ao Tênis News da vitória sobre o nono melhor tenista do mundo: "Desde o sorteio até a estreia em senti minha confiança aumentando. Minha equipe acreditava que dava e eu fui ficando confiante. Para dizer a verdade, a ficha desta vitória ainda não caiu completamente, mas eu sei que entrei em quadra acreditando e lá para o quarto game do primeiro set vi verdadeiramente que a vitória era possível e a busquei", revelou.

O cearense pontuou que as lutas com lesões na carreira e a mudança, há dois anos, para a academia carioca Tennis Route mudaram sua vida no tênis. Monteiro faz questão de declarar a cada resposta a responsabilidade e ajuda que sua equipe, o treinador Duda Matos, o preparador físico Alex Matoso e o fisioterapeuta Paula Carvalho, têm sobre seu sucesso.

O tenista está na 278ª colocação do ranking da ATP, há 24 postos de seu melhor ranking, 254º, alcançado em novembro de 2013 aos 18 anos. Entretanto não se coloca metas. "Não quero por um número como meta. Uma semana no tênis pode mudar tudo. Como eu tive a oportunidade aqui e no Rio de jogar com convite - o que agradeço muito - já mudou bastante coisa, outras podem interferir. Não quero por um número mesmo. Quero apenas seguir a minha rotina e trabalho. Sei que estamos no caminho certo e os resultados já têm aparecido".