LANCE!
20/05/2016
18:21

Não demorou muito e o francês Constant Lestienne se pronunciou sobre o fato da federação francesa de tênis (FFT) retirar seu convite para disputar Roland Garros por estar sendo investigado pela Unidade de Integridade do Tênis (TIU).

Em entrevista ao site local Tennis Actu o jovem de 23 anos revelou porque e desde quando está sendo investigado pela TIU e ainda destacou que a FFT tinha plena ciência de que ele ainda estava sob investigação quando decidiu dar-lhe o convite.

Lestienne contou que como "muitos jovens" de sua idade possui uma conta em um site de apostas esportivas online e que passou a apostar mais em tênis a partir de junho de 2013. Ainda de acordo com relatos dele, em abril de 2015 ele assinou, por intermediação da FFT, a carta de integridade do tênis que dá aos atletas ciência de que é expressamente proibido que os tenistas apostem em seu esporte.

"Em maio eu tinha € 2.90 para apostar e optei por apostar na final de Roland Garros (Novak Djokovic x Stan Wawrinka), uma quantidade pequena, para a qual eu achei que não haveria consequências por ser insignificante. Além do fato de eu não poder ter interferência no resultado do jogo. Ganhei € 1.40 (por cada euro apostado)! Duas horas depois percebi o erro, mas o estrago já estava feito", relatou o jovem, que revelou ainda que seis meses após o episódio, em novembro, recebeu uma ligação da federação francesa o informando que a equipe da Unidade de Integridade do Tênis o contataria par demais esclarecimentos.

Constant Lestienne revelou que em dezembro passou todas as informações para a equipe da TIU e esteve disposto a colaborar. Daí, relatou o jovem "recebi em 13 de maio de 2016 o convite para jogar o melhor torneio do mundo pra mim e no dia 19 reitiram-me o convite em relação as exigências da TIU para comigo, mesmo estando ela, FFT, ciente de tudo. Inclusive de que repassei tudo o que foi pedido por eles em dezembro", pontuou.

"Acho esta punição é desproporcional aos fatos, especialmente porque foi um pedido de informação e já se passaram seis meses e nenhuma decisão foi tomada pela TIU. Meu sonho desmoronou um dia antes do sorteio. Esta decisão terá um impacto enorme sobre o meu futuro, moral e financeiramente, os ganhos da chave principal de um Grand Slam é um sopro de oxigênio nas finanças de um atleta com o meu ranking. terei que ter calma e ambição para manter o resto da temporada e minha carreira", lamentou.