Bruno Soares e Jamie Murray

Bruno Soares e Jamie Murray (Foto: Divulgação)

TÊNIS NEWS
17/03/2016
22:08
INDIAN WELLS (EUA)

A parceria formada pelo brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray caiu, de virada, por 6/7(2) 7/6(2) e 10/8, para os espanhóis Feliciano e Marc Lopez, em jogo válido pelas quartas de final do Masters 1000 de Indian Wells, disputado em piso duro.

Com isso, o mineiro Marcelo Melo, amigo de infância de Bruno, permanece na 1ª posição do ranking de duplas da ATP, completando vinte semanas no posto na próxima segunda, 21. Caso Soares/Murray vencessem, o irmão do número 2 do mundo de simples, Andy Murray, ultrapassaria Marcelo.

O JOGO

O primeiro set teve uma quebra para cada lado, apesar dos espanhóis terem tido cinco chances para vazar o saque dos oponentes e a dupla de Bruno ter perdido outras duas chances. Lopez/Lopez quebraram Soares/Murray logo no início, mas não conseguiram fechar a parcial sacando em 5/4 e o jogo empatou até o 6/6.

No tiebreak, Bruno e Jamie conseguiram dois minibreaks quando a dupla adversária sacava em 2/3, sacando de forma perfeita, em seguida, para fechar a decisão em 7/2 e fazer 1x0 no jogo.

Na segunda parcial, muita regularidade das duas parcerias no serviço; houve apenas um break point até o 5/6, a favor do brasileiro e do britânico, salvo pelos espanhóis. No décimo segundo game, Soares/Murray teve que salvar três set points, já que os adversários fizeram 15/40 e não há vantagem em jogos de duplas da ATP – quem vencer o 40/40 leva o game.

Então, no segundo tiebreak da partida, os espanhóis levaram a melhor, também por 7/2, após conseguirem miniquebras quando os oponentes sacavam em 0/1 e 1/4.

O terceiro set é um tiebreak longo, ganho por quem chegar primeiro aos dez pontos. Nele, os saques se mantiveram até o sexo ponto, quando Soares conseguiu o minibreak.

No entanto, a dupla do brasileiro não conseguiu segurar a vantagem por muito tempo, perdendo o saque no 5/3. Eles ainda entregaram o saque mais uma vez no 5/6, mas recuperaram a miniquebra quando perdiam por 8/6.

Na parte derradeira do confronto, porém, mais um baque. Logo após igualarem os minibreaks, brasileiro e britânico foram vazados mais uma vez, servindo em 7/8, e os espanhóis não perdoaram, fechando o jogo com 10/8, em 1h56min de jogo.