Maria Sharapova (tenista russa)

Maria Sharapova (tenista russa) (Foto: ROSLAN RAHMAN/AFP)

TÊNIS NEWS
11/07/2016
15:11
Londres (Inglaterra)

A Côrte Arbitral do Esporte (CAS) adiou o julgamento do recurso apresentado pela ex-número um do mundo, Maria Sharapova, questionando sua pena em dois anos afastada do tênis por ter testado positivo no exame antidoping pelo uso de meldonium.


A CAS, que anteriormente definiu que julgaria a apelação de Sharapova até o dia 18 deste mês de julho, informa, através de comunicado enviado à imprensa, que desta vez a decisão deve ser anunciada em 19 de setembro.

Com o adiamento, a russa é mais uma atleta de seu país que fica impedida de disputar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, onde a competição das chaves do tênis terão inicio em 8 de agosto.

"Maria Sharapova e da Federação Internacional de Tênis (ITF) chegaram a acordo para adiar a decisão caso até setembro de 2016", declara o comunicado da CAS, que julgou necessário mais tempo para analisar a situação da russa.

Sharapova atestou positivo para Meldonium em janeiro deste anos, em exames realizados durante a disputa do Australian Open. Em fevereiro, sem pedir a contra-prova Sharapova veio a publico anunciar que havia testado positivo e para se justificar, declarando uso da substância em caráter médico para prevenção de diabetes e problemas cardíacos.

A russa foi julgada pelo tribunal da Agência Mundial Antidoping(WADA) em junho, onde voltou a declarar o uso clínico da substância realizado por ela há dez anos, falou do desconhecimento da proibição da substância e até mesmo de que apenas seu agente tinha ciência que ela consumia o medicamento. A promotoria do caso pediu punição máximo para esses casos, quatro anos, mas a russa foi condenada a dois, por ter entendido o juri que a dona de cinco títulos do Grand Slam realmente desconhecia a proibição do meldonium.