Tênis - Djokovic e Murray

(Foto: AFP / PEDRO ARMESTRE)

Tênis News
03/06/2016
15:53
Paris (França)

O líder do ranking da ATP, Novak Djokovic, comentou mais uma oportunidade de poder lutar pelo título inédito de Roland garros, único Grand Slam que não tem no currículo e contra um adversário de longa data e em excelente forma.

Anda em quadra após vencer o austríaco Dominic Thiem em um retumbante 6/1 6/2 6/4 na semifinal, Djokovic declarou que acreditava que esta foi sua "melhor partida no torneio" e apontou: "Cada dia estou jogando melhor e satisfeito com a maneira em que as coisas têm avançado".

"Não queria me perder o ânimo, ano passado as coisas não foram como pensava, mas acredito que vencer aqui seria excepcional. Consegui uma nova oportunidade de tentar", disse o sérvio que disputara a final em Paris pela quarta vez na carreira. Nas três anteriores Djokovic foi derrotado duas vezes por Rafael Nadal e ano passado pelo suíço Stan Wawrinka.

Contra Andy Murray na grande finla, Nole aguarda por um jogo duro e longo, a exemplo do último duelo entre os dois no saibro em Paris, pela semifinal da edição 2015 vencida por Djokovic em cinco sets e em mais de quatro horas de duelo.

"Já jogamos este ano, o venci e Madri (Masters local) e ele a mim em Roma (também Masters) . Ele é um lutador, não acredito que eu tenha alguma vantagem em particular. (Ele) está em um grande momento", destacou.