Bellucci x Djokovic em Roma

Thomaz Bellucci (Foto: Tiziana Fabi/AFP)

Leonardo Mamede (TÊNIS NEWS)
14/07/2016
13:29
BELO HORIZONTE (MG)

Número um do Brasil e 49º colocado no ranking da ATP, o paulista Thomaz Bellucci entra em quadra, na sexta-feira, contra o equatoriano Roberto Quiroz, segundo melhor jogador do país rival, mas apenas o 434º da lista masculina mundial.

Franco favorito nos dois embates que está programado para travar no fim de semana (se o Brasil fechar o confronto no sábado, em 3x0, Thomaz não deve jogar no domingo, já que está inscrito no ATP 250 de Gstaad, na Suíça, que começa na próxima segunda, e deve pegar um voo para a Europa o quanto antes) – no domingo, ele enfrenta Emilio Gomez, 317º -, Bellucci admitiu não saber a fundo sobre o oponente de amanhã, mas disse que irá colher informações e pisará em quadra preparado.

“Não conheço muito bem o Quiroz, mas já me falaram dele um pouco e é claro que terei de analisar como ele joga, o que ele gosta de fazer e, com essas informações, tenho que me preparar da melhor maneira possível para entrar no jogo conhecendo-o um pouco melhor.

Depois, Thomaz deixou de lado a superioridade do time brasileiro sobre o equatoriano e rechaçou a possibilidade de acomodação por conta dos rankings, citando a torcida brasileira e a vontade de apresentar um bom nível de jogo.

“Nossa motivação, independente dos rivais, é maior do que focar no adversário: é entrar em quadra e conseguir dar o nosso melhor, apresentar um bom tênis e sair desse final de semana com a vitória. Essa é nossa maior motivação. Jogar dentro de casa, com o apoio da torcida, também é muito especial e nos motiva demais para mostrar ao público um bom nível de tênis”.