Kafelnikov

Kafelnikov foi muito duro com a compatriota Sharapova (Foto: Nick Wass)

TÊNIS NEWS
09/03/2016
15:23
NEWPORT (EUA)

Grandes ex tenistas, como Marat Safin e Justine Henin, e o técnico mais conhecido do tênis mundial, Nick Bolletieri, mostraram seu apoio à Sharapova no caso de doping da russa. Yevgeny Kafelnikov, por sua vez, disse palavras pesadas sobre o que pensa.

Bolletieri, que supervisionou o treinamento da pequena Sharapova a partir de 1995, pouco depois de seu pai decidir ir a Flórida, mesmo tendo apenas 700 dólares no bolso, disse não acreditar que Maria quis burlar as regras. "Todos têm que assumir a responsabilidade por tudo que fazem na vida. Sharapova cometeu um erro de boa fé e não tomou a droga para ter vantagem sobre as outras [tenistas]. Você disse que ela consumiu esses (medicamentos) por muitos anos e não prestou atenção quando foram proibidos. Ela diz que vai aceitar as consequências, mas espera e reza para que possa jogar novamente. O que mais posso dizer?”, indagou Nick, mostrando-se ao lado da ex pupila.

Marat Safin e Justine Henin, durante a conferência de imprensa após o anúncio da introdução de seus nomes no Tennis Hall of Fame, em Newport, EUA, falaram sobre o problema da estrela russa.

"Sem dúvida é um dia triste para o esporte e para Maria," disse Safin, ex número 1 do mundo e atual Deputado Federal russo. "Mas todo mundo deve entender que há tantas coisas novas adicionadas a esta lista. Consequentemente, pode também ser um erro técnico, isso depende de como nós avaliamos a situação. Eu não acho que ela queria violar as regras. Eu não quero acreditar. Espero que tudo seja resolvido no futuro ".

Justine Henin também comentou, revelando que compartilha da mesma opinião de Safin. "Não é bom o que está acontecendo. Estamos todos um pouco tristes e desapontados. Nunca é bom para o jogo e para qualquer um, para os fãs e todos aqueles que defendem o esporte, e certamente não para Maria, neste momento. Não estou em posição de julgar, porque não sabemos nada [sobre o assunto]. Muitas perguntas precisam ser feitas e é difícil dar uma opinião agora. As regras são importantes e devem ser respeitadas, isso é o que eu posso dizer”, avaliou a belga.

KAFELNIKOV PEGA PESADO E DEVE SAIR DA FEDERAÇÃO RUSSA
O russo Yevgeny Kafelnikov, bastante conhecido no Brasil por ter sido derrotado por Gustavo Kuerten, o Guga, nas quartas de final das três edições de Roland Garros vencidas pelo brasileiro, e atualmente vice presidente da Federação Russa de Tênis, preferiu acompanhar Jennifer Capriati e direcionou duras críticas à Maria Sharapova, dizendo que ela tomou Meldonium ‘para ultrapassar [ser melhor que] suas adversárias’.

“Este caso apenas prejudica Sharapova. É o estigma de uma pessoa que, através do uso de drogas adicionais, queria ultrapassar suas adversárias. Ela tomou este passo conscientemente, por isso, agora deixem-na sofrer as consequências“, afirmou ele, que ainda retwettou [copiou o tweet de outra pessoa] uma mensagem em que se lia “a coletiva de Sharapova foi tão calculada [combinada, ensaiada] quanto sua trapaça”.

As palavras de Kafelnikov rapidamente despertaram a ira da comunidade tenística russa e é provável que ele seja forçado a renunciar à vice presidência da entidade máxima do esporte local.