icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
icons.title signature.placeholder TÊNIS NEWS
28/08/2015
22:18

A tcheca Lucie Safarova, sexta do ranking da WTA e quarta favorita ao título do WTA de New Haven, superou a ucraniana Lesia Tsurenko, 46ª, e vai decidir o título da competição em sua primeira final desde o vice-campeonato em Roland Garros.

Safarova precisou de 1h33 para fechar o placar em 6/2 7/6 (4) tendo convertido um ace, assim como Tsurenko, que venceu 50% dos pontos disputados com seu primeiro serviço contra 62% de aproveitamento da tcheca.

Em um primeiro set dominado por Safarova, Tsurenko pouco agrediu a rival, teve seu serviço quebrado em duas oportunidades e sequer ameaçou o serviço da tcheca. Na etapa seguinte as tenistas começaram o set trocando quebras de saque, na sequência cada uma confirmou seu serviço e voltaram a trocar quebras, num total de três para cada tenista. O equilíbrio levou a partida para o tiebreak, onde a tcheca foi mais sólida e fechou o placar.

Na grande final, Safarova faz o confronto 100% tcheco contra a compatriota Petra Kvitova, quinta do mundo e segunda favorita, que superou a ex-número um do mundo e atual quarta, a dinamarquesa Caroline Wozniacki por 7/5 6/1 em 1h41 de partida.

Em um jogo duríssimo com um primeiro set bem disputado, Kvitova esteve nas cordas com a rival sacando com 5/4 no placar, mas devolveu a quebra e virou o placar do set. Na segunda etapa, vendo a rival desconcentrada, a tcheca dominou e com duas quebras de saque fechou tranquilamente a partida.

A vitória sobre Wozniacki devolve a bicampeã de Wimbledon ao posto de quarta do ranking feminino. Portanto, na próxima segunda-feira haverá uma 'dança das cadeiras' no posicionamento das duas tenistas na WTA.

New Haven verá uma final totalmente tcheca pela primeira vez e será a primeira oportunidade desde 2003 que tenistas de um mesmo país decidirão o torneio norte-americano. Na oportunidade, as tenistas locais Jennifer Capriatti e Lindsay Davenport decidiram o torneio.

A tcheca Lucie Safarova, sexta do ranking da WTA e quarta favorita ao título do WTA de New Haven, superou a ucraniana Lesia Tsurenko, 46ª, e vai decidir o título da competição em sua primeira final desde o vice-campeonato em Roland Garros.

Safarova precisou de 1h33 para fechar o placar em 6/2 7/6 (4) tendo convertido um ace, assim como Tsurenko, que venceu 50% dos pontos disputados com seu primeiro serviço contra 62% de aproveitamento da tcheca.

Em um primeiro set dominado por Safarova, Tsurenko pouco agrediu a rival, teve seu serviço quebrado em duas oportunidades e sequer ameaçou o serviço da tcheca. Na etapa seguinte as tenistas começaram o set trocando quebras de saque, na sequência cada uma confirmou seu serviço e voltaram a trocar quebras, num total de três para cada tenista. O equilíbrio levou a partida para o tiebreak, onde a tcheca foi mais sólida e fechou o placar.

Na grande final, Safarova faz o confronto 100% tcheco contra a compatriota Petra Kvitova, quinta do mundo e segunda favorita, que superou a ex-número um do mundo e atual quarta, a dinamarquesa Caroline Wozniacki por 7/5 6/1 em 1h41 de partida.

Em um jogo duríssimo com um primeiro set bem disputado, Kvitova esteve nas cordas com a rival sacando com 5/4 no placar, mas devolveu a quebra e virou o placar do set. Na segunda etapa, vendo a rival desconcentrada, a tcheca dominou e com duas quebras de saque fechou tranquilamente a partida.

A vitória sobre Wozniacki devolve a bicampeã de Wimbledon ao posto de quarta do ranking feminino. Portanto, na próxima segunda-feira haverá uma 'dança das cadeiras' no posicionamento das duas tenistas na WTA.

New Haven verá uma final totalmente tcheca pela primeira vez e será a primeira oportunidade desde 2003 que tenistas de um mesmo país decidirão o torneio norte-americano. Na oportunidade, as tenistas locais Jennifer Capriatti e Lindsay Davenport decidiram o torneio.