Milos Raonic

Milos Raonic (Crédito: Tennis Australia)

TÊNIS NEWS
27/01/2016
09:17
MELBOURNE (AUS)

O canadense Milos Raonic, 14º da ATP, é o último semifinalista do Australian Open 2016. Ele bateu Gael Monfils, 25º, e enfrentará Andy Murray, 2º melhor do planeta, por uma vaga na final. O jogo será na manhã de sexta, no Brasil.

O placar da partida foi 6/3, 3/6, 6/3 e 6/4, completados em 2h17. Esta foi a primeira vitória de Raonic em cima de Monfils, que havia vencido os dois encontros entre os tenistas, até então. Também será a primeira vez do canadense - e de qualquer canadense na história do campeonato australiano - na semifinal do Grand Slam aussie; ele iguala seu melhor resultado nos quatro maiores torneios do tênis mundial, que é a semifinal de Wimbledon, em 2014.

O JOGO
O primeiro set foi tranquilo. Raonic vem, desde que começou a trabalhar com Carlos Moyá, ex número um do mundo, tentando ser mais consistente do fundo da quadra, ficando mais nos pontos e dominando com a direita, até chegar à rede. Ele adotou tal estratégia, mas só até conseguir a quebra. No terceiro game, Monfils abriu 40/15. O que parecia fácil se transformou em pesadelo: o francês fez duplas faltas, cometeu erros e teve o primeiro break point contra do jogo. Raonic, oportunista, não desperdiçou a oportunidade, indo pra cima e concretizando a quebra. Daí pra frente, Raonic apenas utilizou seu ótimo saque. Ele até titubeou no nono game, quando sacava em 5/3 e perdeu três set points, mas em nenhum momento teve o serviço ameaçado e fechou, com um ace, seu sétimo, em 6/3.

Na segunda parcial, Monfils começou a encaixar melhor seu serviço e os dois sacavam muito, sem dar chances para os adversários. No quinto game, o francês entrou em perigo e enfrentou dois break points contra, mas sacou bem, foi agressivo e conseguiu sair do problema, confirmando seu saque. No game seguinte, quem entrou numa fria foi Raonic: ele começou com uma dupla falta, sua primeira no jogo, e, depois, cometeu três erros não forçados, sendo quebrado com facilidade e vendo o francês abrir 4/2. Então, o francês aproveitou. No nono game, quando venceu o set, até viu Raonic jogar bem e fazer 0/30, mas disparou três aces, salvando um break point e confirmando a vitória na parcial por 6/3.

No terceiro set, o tenista do Canadá quebrou logo no segundo game. Jogou demais, forçou erros de Monfils e fechou com um winner de seu melhor golpe, o forehand, para tomar a dianteira da parcial. Então, Raonic, como no primeiro set, sacou muito bem, jogou ainda melhor, distribuindo bolas, mexendo Monfils e comandando o jogo, não correu riscos em seu saque e fechou por 6/3, abrindo vantagem de 2x1 no jogo.

Na quarta etapa, os dois tenistas sacaram de forma perfeita até o quinto game. Ali, Raonic elevou seu nível de jogo, distribuiu winners e contou com uma dupla falta de Monfils no 40/40 para fazer 3/2 e ficar perto da vitória. O canadense, daí em diante, continuou sacando e jogando demais. Ele até salvou um break point no oitavo game, quando sacava em 4/3, mas, com ótimos saques, saiu das cordas e sacou perfeitamente em 5/4 para, em um winner de swing volley, fechar o set em 6/4 e o jogo 3x1, carimbando seu passaporte para a semifinal de sexta feira pela manhã, contra o 2º melhor tenista do mundo, o britânico Andy Murray.