Nadal e Djokovic

Nadal e Djokovic

TÊNIS NEWS
23/11/2016
14:10
Roma, Itália

É fato conhecido que todas as grandes estrelas de qualquer esporte cobram um grande cachê para participar de exibições. Com o tênis não é diferente. O diretor da MCA Events, Ernesto de Filippis revelou em entrevista quanto costumam cobrar tenistas como Nadal e Djokovic.

À partir do dia 29 de dezembro será disputado o Mubalda World Tennis Championship, um torneio de exibição que contará com a presença de Rafael Nadal e Andy Murray, entre outros participantes estão Jo-Wilfried Tsonga, Milos Raonic, Tomas Berdych e David Goffin. O cachê cobrado por cada um é bastante distinto. Enquanto os campeõs de Grand Slam como Andy e Rafa cobram uma grande quantia, o restante se conforma com, muitas vezes, menos que a metade.

Ernesto Filippis contra na entrevista que “para trazer campeões do calibre de Novak ou Rafa, o cachê supera um milhão de dólares. É possível que varie um pouco, para mais ou para menos, mas para qualquer um dos membros do ‘Big Four’, o cachê sempre ronda a cada de um milhão de dólares.”

Tal valor não se aplica apenas à exibições, mas à certos torneios também. Além da premiação que um ATP 250 ou 500 distribui, os organizadores costumam pagar uma quantia aos grandes tenistas por sua participação no torneio, aumentando desta forma a exposição da propaganda, a venda de ingressos e até mesmo a audiência nos canais de TV. Assim se tornou normal ver Rafael Nadal em um torneio pequeno como Viña Del Mar, em 2013, já que como noticiou a CNN no Chile, o torneio pagou US$ 1 milhão apenas para garantir a participação do espanhol na chave final do torneio. Pequenos torneios fazem isto esporadicamente, mas outros como o ATP 500 da Basiléia chegam a firmar contratos por vários anos com grandes tenistas.

Filippis também comenta sobre o cachê de outros tenistas, como as irmãs Williams por exemplo. O italiano revelou que as contratou por US$ 150 mil cada uma, enquanto que por Maria Sharapova teve que desembolsar US$ 300 mil.

Outro dado curioso é o quanto cobram as estrelas do circuito Sênior da ATP. Enquanto grandes jogadores como Henri Leconte, Tomas Muster e Tomas Enqvist cobram entre 25 e 30 mil euros de cachê, mais cobertura de todos os gatos; uma grande lenda como John McEnroe costuma cobrar 150 mil euros por exibição, mais um jatinho privado e todas as despesas de alojamento e demais requintes para ele e seus acompanhantes.