Australian Open - Maria Sharapova (Foto: Vivek Prakash/Reuters)

Australian Open - Maria Sharapova (Foto: Vivek Prakash/Reuters)

Tênis News
16/01/2016
04:32
Melbourne (Austrália)

Quinta favorita ao título do Australian Open no feminino, a russa Maria Sharapova conversou com a imprensa em Melbourne e falou das suas expectativas para o torneio, onde busca o bicampeonato. Sharapova começa a temporada focada na disputa dos Jogos Olímpicos.

A russa, que se retirouda disputa do WTA de Brisbane na primeira semana da temporada com uma lesão no antebraço esquerdo e que não jogou nenhum partida em 2016 iniciou a coletiva dizendo que está bem fisicamente.

De acordo com a russa, a decisãod e entrar na disputa de um torneio do Grand Slam sem disputar partidas prévias é "difícil", mas a expriência a ajuda. Sharapova comentou com os jornalistas que teve uma carreira afortunada, já venceu Slams e grandes torneio e que "há momentos em que o foco não está em muitos torneios, rankings e sim em estar saudável, que é o que realmente importa".

Sharapova comentou as mudanças no calendário que precisou fazer em virtude da disputa dos Jogos Olímpicos. A russa contou que após a disputa no Rio de Janeiro, as coisas em sua programação não estão muito claras e deixou inclusive em aberto uma participação no WTA de Moscou.

Questionada sobre que tipo de mudanças precisou fazer e qual o lado positivo, Sharapova respondeu: '"O positivo é que são as Olimpíadas. Isso é especial por si só. Você faz de tudo para se adaptar, estar na sua melhor forma, estar preparado. Isso é extremamente importante", iniciou sua fala.

"É uma parte complicada do ano, vem logo depois de dois Grand Slams (Roland Garros e Wimbledon), alguns torneios grandes. Está ali entre o Canadá (WTA de Montreal) e Cincinnati. É precisou onde você vai estar, como estará depois destes Grand Slams", pontuou.

"Gosto de estar comprometida com um certo calendário. Se você vai longe em alguns torneios, você precisa tirar uma semana para estar pronta para os Jogos, isso é mais importante que qualquer outra coisa", finalizou sobre como pensa seu 2016 focando nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.