Novak Djokovic

Novak Djokovic na Copa Davis. Crédito: Starsportphoto

TÊNIS NEWS
13/03/2016
19:45
Belgrado (Sérvia)

Pai do número 1 do mundo, Novak Djokovic, Srdjan Djokovic, não mostrou muita consideração diante do maior vencedor de Grand Slams, Roger Federer e falou que o suíço não é uma boa pessoa à revista Newsweek.

“Todos têm o direito de ter a sua opinião, esta é apenas a minha. Quando a Sérvia jogou contra a Suíça em Genebra na Copa Davis (em 2006), o Novak tinha apenas 19 anos. Ele teve problemas respiratórios, tinha dificuldades de aguentar durante os jogos e pontos longos. Federer tentou a todo o custo desrespeitá-lo por causa do seu problema. Ele mostrou ser o melhor jogador no mundo, mas não a melhor pessoa nessa altura. Nunca ninguém tinha tratado o Novak dessa maneira. Eu não percebo porque é que o Federer continua a jogar tênis. Porque é que ele ainda joga ? Ele já tem 34 anos”, questionou o pai do sérvio.

“Gasquet, Monfils, Tsonga, Del Potro, Raonic, Ferrer, são todos grandes atletas. O Novak tem uma boa relação com todos eles. Todos devem ser amigos, ter respeito em relação ao outro, porque eles sabem o quão difícil foi para chegar onde estão hoje”, afirmou.

Quanto a Rafael Nadal, Srdjan Djokovic espera apenas que possa voltar ao seu melhor nível o mais rapidamente possível: “O Rafael Nadal tem sido a lenda de uma era, mas o seu jogo é muito diferente do do Novak e do Federer. Ele gasta muita energia em quadra. Com o seu estilo de jogo é muito difícil conseguir manter o seu nível alto, mas o tênis precisa dele. Ele tem de voltar, espero que consiga jogar mais dois, três anos em um grande nível".

Por fim, o pai não poupou ao dizer que seu filho “será o melhor jogador da história.”