Nadal

Nadal (Foto: MARWAN NAAMANI/AFP)

TÊNIS NEWS
13/01/2016
15:55
MELBOURNE (AUS)

Os tenistas chegaram nesta quarta feira ao Melbourne Park e leram uma advertência nas paredes: diante da possibilidade de a temperatura chegar aos 42 graus, a “política do calor extremo” seria aplicada no qualifying.

A medida, introduzida pelo Grand Slam australiano em 1998, consiste em suspender as partidas temporariamente, devido ao alto calor, por recomendações médicas.

Enquanto alguns dos qualifiers brigavam por uma vaga na chave principal debaixo do sol escaldante, Nadal treinava às 11:30 na quadra central do complexo, a Rod Laver Arena, com Tomas Berdych, seu algoz na edição do ano passado. Com os termômetros marcando 41 graus, a estrela espanhola, conhecida por suar excessivamente dentro de quadra, trocou de camisa várias vezes.

Depois, no Twitter, Nadal brincou com os seguidores. “Primeiros treinamentos na Austrália... Com boas temperaturas!!”.

Outros favoritos, como Novak Djokovic e Andy Murray, também sentiram o forte calor do torneio australiano, que, no ano passado, viveu uma das edições mais frias que podemos recordar.
Para a próxima segunda, primeiro dia de jogos nas chaves principais, a temperatura esperada é de 37 graus. Os principais cabeças de chave já começam a fazer pressão para a organização pôr seus jogos na sessão noturna do dia.

Outra forma de fugir um pouco do calor é jogar nas três quadras principais, que possuem teto retrátil, fechado em situações de calor extremo.