Rafael Nadal

USTA

Tênis News
19/09/2016
16:09
Zaragosa (Espanha)

Após ter seu nome envolvido nas listas divulgadas pelo grupo de hackers Fancy Bears como um dos atletas que testou positivo para substância dopantes, o espanhol Rafael Nadal, que está em Zaragosa, na Espanha, declarou ter feito uso com autorização.

"Se tomei alguma coisa é porque pedi permissão e esta me foi concedida. Se me dão permissão, isto deixa de ser proibido e ponto final", iniciou sua fala.

"Isso não é uma notícia, não há que se fazer demagogia. É um assunto que cansa", desabafou ele que desde o inicio de sua ascensão no tênis em 2005 responde por indagações a respeito de possível dopagem.

Rafa Nadal atestou, em 2009, por betametasona, um anti-inflamatório também usado como antialérgico, período em que esteve lesionado e segundo a própria Agência Mundial Antidoping (WADA) e a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), estava sob chancela do Uso terapêutico de Exceção (TUEs).

"Temos que ser um exemplo para todas as crianças. Nem negativo e nem duvidoso. Não há nada de turbulento nisto. A única turbulência que acontece vem dos meios de comunicação", declarou o espanhol de Manacor.

"Pra mim indiferente que venha um hacker e traga à tona. Que seja público!", bradou Rafa Nadal e prosseguiu: "Se te dão a autorização, você pode fazer. Se não, você não faz".

Rafa contou que o uso da betametasona foi para o problema no joelho e por isso as acusações de que atestou positivo em 2009 e 2012, períodos em que esteve afastado do circuito para tratar o joelho.

É bom lembrar, que como aconteceu com Venus Williams, apesar de não estar competindo em torneios e afastados por condições clínicas, os atletas profissionais do tênis são submetidos a exames de antidoping em qualquer parte do ano e d planeta.

Exatamente por isto, até quando saem de férias, os tenistas precisam informar a ITF e a WADA onde podem ser encontrados. Essas situações já colocaram Nadal realizando exames após ser abordado em uma praia do Caribe e Feliciano López ter sido acordado às 7h da manhã de seu aniversário de 31 anos pela equipe antidoping da WADA.