Rafael Nadal

Rafael Nadal (Foto: JOHANNES EISELE/AFP PHOTO)

TÊNIS NEWS
05/05/2016
16:45
MADRI (ESP)

O espanhol Rafael Nadal, 5º no ranking da ATP, jogou uma de suas piores partidas na temporada de saibro, mas bateu o americano Sam Querrey, 37º, por 6/4 e 6/2, em 1h09min, passando às quartas de final do Masters 1000 de Madri, onde já venceu três vezes.

Querrey começou o jogo mostrando o que tem de melhor: o saque. Com dois aces, fez 1/0. No segundo game, Rafa cometeu uma dupla falta e viu Querrey descer a mão na direita, que machucaria muito Rafa nos games seguintes. Rapidamente, o americano tinha 4/1, usando a simples estratégia de fazer dois ou três aces por game e machucar o espanhol com a direita, arriscando quase todas.

O fantasma da má fase de Nadal veio à tona quando ele deixou evidente a instabilidade e a insegurança de quando não conseguia afundar suas bolas e o adversário o encurralava. Sacando em 1/4, o espanhol cedeu mais um break point em 30/40. O ponto poderia ter sido aquele que definitivamente o enterraria na parcial, mas foi o que marcou a mudança. O tenista de Manacor sacou de forma muito inteligente, achando bem a esquerda do oponente.
Depois disso, Rafa jogou com mais tranquilidade, balançando o rival. Tirando-o da zona de conforto na qual ele disparava winner a torto e a direito, o ‘Touro Miúra’ passou a ver Sam Querrey disparar uma metralhadora de bolas para fora – foram quase 20 erros até o fim do set. Dessa forma, Nadal quebrou o adversário duas vezes em menos de 10 minutos, virando o jogo para 5/4. No décimo game, ele fez 40/15 e, na segunda chance, matou o ponto e o set em um ótimo smash do fundo de quadra.
Na segunda parcial, o ‘rei do saibro’ já saiu quebrando Sam, que cometeu dois erros, cedeu 0/40, salvou duas chances, mas levou uma bola no pé na terceira, não tendo chances de reagir. A insegurança de Nadal ainda mostrou um resquício no quarto game. Ele errou dois forehands fáceis e viu-se frente a um 0/40. O tricampeão na Caja Magica ainda salvou duas chances do estadunidense, mas Querrey jogou muito bem na terceira, balançando o balear, que, mesmo se defendendo de forma muito competente, não resistiu às marretadas.
No entanto, Sam Querrey já havia voltado a ser o de sempre e, após mais um erro, Rafa voltou a quebrá-lo no game seguinte.
Então, Rafael deslanchou. Ele confirmou seu saque de 0, contou com dois erros não forçados e uma dupla falta do rival para fazer 5/2 e sacou bem no oitavo game, finalizando a partida em 1h09min.
Amanhã, nas quartas de final, ele medirá forças com a surpresa do torneio, João Sousa, 35º da lista masculina, que superou, em três sets, o americano Jack Sock.