Rafael Nadal

Divulgação

TÊNIS NEWS
11/08/2017
01:31
Montreal (Canadá)

Vários break-points perdidos no set decisivo, seis seguidos, e uma derrota para o jovem Denis Shapovalov, 143º e jovem de 18 anos, por 3/6 6/4 7/6 (7/4) após 2h45min nas oitavas de final do Masters 1000 de Montreal, no Canadá.

Lá se foi a primeira chance de Rafael Nadal voltar ao topo do ranking que conseguiria com uma semifinal na semana. E o espanhol ficou muito chateado.

"Se procurarmos desculpas vamos encontrá-las. Só preciso aceitar, joguei mal. Foi a pior partida do ano pra mim, não estou feliz, não quero ir treinar amanhã, vou pra Cincinnati," disse o vice-líder do ranking que lamentou ainda mais o caminho aberto que tinha até a semi.

"Não posso ficar satisfeito pela forma com que joguei. A chave estava favorável (Adrian Mannarino seria o rival das quartas), essa é uma derrota ruim, tenho que aceitar e seguir trabalhando. Joguei muito mal no tie-break, mas mesmo assim tive chances de ganhar".

Sobre o adversário ele elogiou a coragem do canadense que vinha de vitória sobre Rogério Dutra Silva salvando quatro match-points e diante de Juan Martin Del Potro.

"É mais fácil controlar seus nervos quando se tem 18 anos do que quando se tem 30. Ele é um bom jogador, pode ter uma boa carreira, tem grande determinação nos pontos chave. Ele não tinha nada a perder".