Nadal x Nishikori

Rafael Nadal comemorando após vencer em Barcelona (Foto: Reprodução / Twitter Barcelona Open)

TÊNIS NEWS
24/04/2016
15:28
BARCELONA (ESP)

Em um dos melhores jogos de tênis disputados em 2016, o espanhol Rafael Nadal, 5º da ATP, provou que está de volta à melhor forma e derrotou o japonês Kei Nishikori, 6º, por 6/4 e 7/5, sagrando-se eneacampeão do ATP 500 de Barcelona, na Espanha.

Com o resultado, Rafa, que já havia sido campeão em Godó em 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2011, 2012 e 2013, retoma a coroa do torneio catalão do japonês Nishikori, bicampeão em 2014 e 2015.

De quebra, ele chegou a seu 49º título no saibro, igualando o lendário argentino Guillermo Villas, até então em canecos na terra batida.

O JOGO
No terceiro game da partida, Nadal sofreu com as ótimas devoluções e golpes firmes de Nishikori, enfrentou dois break points, mas saiu do buraco e conseguiu confirmar seu saque.

Depois de perder as chances, Kei jogou um terceiro game ruim, cometendo dois erros e levando a pior na troca de bolas contra Rafa. Jogando uma direita longe, ele foi quebrado.

No entanto, estamos falando do 6º do ranking, que certamente não iria entregar o set após dois deslizes. O nipônico jogou muito no game seguinte, montou na bola, usou sua habilidade para chegar ao 0/40 e, na terceira chance, quinta do jogo, conseguiu a quebra.

Depois de fazer 40/15 e ver Nadal empatar em seu serviço, o oriental, jogando muito, empatou a partida.

E a correria não parava. O 6º da lista masculina conseguiu um 0/40 no sétimo game, mas errou três bolas, ameaçou destruir a raquete e viu o ‘Touro Miúra’ sacar bem na igualdade para permanecer à frente.

Os dois tenistas, em seguida, confirmaram seus saques, mesmo que com dificuldades, e, no décimo game, com Nadal devolvendo bolas muito fundas e pressionando, o asiático cometeu dois erros, cedendo o 30/40. No sexto ponto, o espanhol devolveu de forma curta, o oponente veio à rede e ele conseguiu um bom backhand cruzado. Nishikori ficou vendido na rede a o ex número um definiu, em 50 minutos, o primeiro set.

A segunda parcial continuou eletrizante. Nadal começou fazendo 40/0 em seu serviço, mas Kei conseguiu uma linda curta, subiu bem à rede e aplicou um winner para empatar o game. Depois de um erro de Rafa, o japonês saía à frente.

A alegria durou pouco, entretanto. Nadal forçou três erros do adversário no segundo game, devolvendo a quebra. Um pouco depois, recebendo em 1/2, ele ditou o ritmo do momento e, após lindos ataques de backhand e forehand, concretizou a terceira quebra em quatro games no set, virando a etapa.

O quinto game demorou mais de dez minutos, com ambos os jogadores jogando no mais alto nível. Ao fim, o tenista de Manacor perdeu várias chances de fechar, salvou um break point e conseguiu fazer 4/1.

Mas a partida estava longe de acabar. Depois de um raríssimo game tranquilo, o asiático tomou a frente do sétimo game, com o europeu servindo em 4/2, conseguiu uma ótima devolução e viu Nadal fazer um golpe de vista errado no 15/30, cedendo mais duas oportunidades ao concorrente. Na segunda, outra devolução no pé do ‘Touro’ e, em seguida, uma curtinha perfeita, igualando o número de breaks no set.

Os dois simplesmente não davam trégua e as pessoas não podiam pensar um piscar os olhos. No 3/4, Rafael foi quem conseguiu o 15/40, mas Kei mostrou sua já largamente conhecida personalidade e salvou quatro break points, dois com winners, deixando tudo igual na parcial.

A seguir, Rafa fez 5/4 e forçou o japonês a confirmar para permanecer sonhando com o título. O multicampeão de Grand Slams ficou à frente durante todo o game, contou com dois erros do adversário e chegou ao match point no 30/40. No entanto, após troca de bolas semelhante àquela que ocasionou o erro no ponto anterior, Nishikori conseguiu uma linda direita angulada, surpreendendo Nadal com uma curta, na sequência. Depois disso, massacrou Rafa com sua esquerda, empatando a partida.

No entanto, o oriental não poderia continuar flertando com o perigo e se safando todas as vezes. Sacando em 5/6, ele errou uma direita fácil, levou uma linda passada do espanhol e arriscou um smash difícil após Nadal defender-se muito bem da pesada direita nipônica. No 15/40, então, Nadal finalmente fechou a partida, após um erro não forçado de direita de Nishikori na segunda bola. Depois de intensas 2h04min, o rei da Catalunha era novamente o tenista local.