icons.title signature.placeholder TÊNISNEWS
icons.title signature.placeholder TÊNISNEWS
21/08/2015
19:12

Número dois do mundo , Andy Murray manteve a boa fase e atingiu, nesta sexta-feira, a semifinal do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, torneio disputado no piso rápido que distribui cerca de US$ 3,8 milhões em premiação.



Campeão em Montreal, no último domingo, batendo Novak Djokovic na final, o escocês natural de Dunblane derrotou de virada o francês Richard Gasquet, 13º colocado no ranking, por dois sets a um, de virada, com parciais de 4/6 6/1 6/4, em 2h06min de jogo.

Essa foi a oitava vitória seguida de Murray no circuito, a segunda depois de sair perdendo o primeiro set - também começou atrás ontem, nas oitavas, contra Grigor Dimitrov. Na semi, ele enfrenta o suíço Roger Federer ou o espanhol Feliciano Lopez, que fecham a rodada logo mais às 20h.

Ao todo foram 35 winners e 30 erros não-forçados de Murray na partida contra 29 bolas vencedoras e 28 equívocos de Gasquet. No primeiro set, os dois começaram firmes no saque e seguiram assim até o oitavo game, quando Gasquet salvou três break-points contando com erros de Andy. Na sequência, o francês quebrou com erro de revés do rival e logo em seguida sacou firme para liquidar o set com winner de direita.

Na segunda etapa, Murray dominou e não deu chances. Ele quebrou duas vezes, abriu 5/0 e administrou a vantagem no fim para fazer 6/1 e empatar o jogo.

A terceira e decisiva parcial foi a mais equilibrada e emocionante. Murray quebrou no terceiro game com dupla-falta de Gasquet e fez 2/1, mas o francês devolveu a desvantagem no game seguinte com belo revés na paralela. Os dois então seguiram confirmando em games parelhos até que no fim, no nono game, Gasquet sentiu a pressão e cedeu a quebra com dupla-falta. Murray então não titubeou, sacou firme e liquidou a fatura.

Número dois do mundo , Andy Murray manteve a boa fase e atingiu, nesta sexta-feira, a semifinal do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, torneio disputado no piso rápido que distribui cerca de US$ 3,8 milhões em premiação.



Campeão em Montreal, no último domingo, batendo Novak Djokovic na final, o escocês natural de Dunblane derrotou de virada o francês Richard Gasquet, 13º colocado no ranking, por dois sets a um, de virada, com parciais de 4/6 6/1 6/4, em 2h06min de jogo.

Essa foi a oitava vitória seguida de Murray no circuito, a segunda depois de sair perdendo o primeiro set - também começou atrás ontem, nas oitavas, contra Grigor Dimitrov. Na semi, ele enfrenta o suíço Roger Federer ou o espanhol Feliciano Lopez, que fecham a rodada logo mais às 20h.

Ao todo foram 35 winners e 30 erros não-forçados de Murray na partida contra 29 bolas vencedoras e 28 equívocos de Gasquet. No primeiro set, os dois começaram firmes no saque e seguiram assim até o oitavo game, quando Gasquet salvou três break-points contando com erros de Andy. Na sequência, o francês quebrou com erro de revés do rival e logo em seguida sacou firme para liquidar o set com winner de direita.

Na segunda etapa, Murray dominou e não deu chances. Ele quebrou duas vezes, abriu 5/0 e administrou a vantagem no fim para fazer 6/1 e empatar o jogo.

A terceira e decisiva parcial foi a mais equilibrada e emocionante. Murray quebrou no terceiro game com dupla-falta de Gasquet e fez 2/1, mas o francês devolveu a desvantagem no game seguinte com belo revés na paralela. Os dois então seguiram confirmando em games parelhos até que no fim, no nono game, Gasquet sentiu a pressão e cedeu a quebra com dupla-falta. Murray então não titubeou, sacou firme e liquidou a fatura.