Andy Murray

Andy Murray. Crédito: André Valle

TÊNIS NEWS
14/04/2016
09:00
Monte Carlo

Andy Murray, número dois do mundo, esteve nas cordas, muito perto de uma derrota e era dominado pelo francês Benoit Paire, 22º colocado, mas lutou e conseguiu uma grande virada nas oitavas de final do Masters 1000 de Monte Carlo, nesta quinta-feira.

O escocês derrotou o tenista da casa por 2/6 7/5 7/5 após 2h32min em partida que abriu os trabalhos na quadra central, a Ranier III.

Paire abriu 6/2 3/0 com duas quebras colocando Murray de um lado a outra e deixando o rival atônito com suas deixadinhas. Eis que algumas duplas-faltas e erros capitais colocaram Andy de volta empatando em 4/4. Uma quebra no fim decidiu o set. A terceira parcial foi parelha, mas Paire conseguiu quebra em 5/4, sacou em 30/15, mas cometeu erro e viu um britânico com muita raça ir pra cima e virar para fechar o jogo e vibrar muito.

O escocês de Dunblane vai buscar vaga em sua terceira semi no principado - perdeu em 2009 e 2011 para Rafael Nadal. Para isso terá que passar pelo canadense Milos Raonic, 12º, que sofreu diante do qualifier Damir Dzumhur, algoz de Tomas Berdych, sétimo, em três sets com parciais de 6/3 4/6 7/6 (7/5). Foi a segunda vitória seguida no tie-break do terceiro para Milos que havia superado Pablo Cuevas nesta quarta-feira.

Murray e Milos reeditam duelo da semi do Australian Open que foi ao quinto set em batalha vencida pelo britânico. São sete jogos e quatro vitórias de Andy. No piso lento foram dois duelos e uma vitória para cada um.